Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

PSI20 positivo em linha com as principais praças europeias

A bolsa de Lisboa segue hoje em terreno positivo, em linha com a tendência da principais congéneres europeias, com praticamnete todos os títulos a negociarem em alta.

PSI20 positivo em linha com as principais praças europeias
Notícias ao Minuto

11:00 - 04/09/19 por Lusa

Economia PSI 20

Pelas 09:20, o principal índice da bolsa de Lisboa seguia a avançar 1,12% para 4.940,15 pontos, com 15 ações alta, uma em baixa e duas inalteradas.

A EDP Renováveis liderava os ganhos, com as ações a avançarem 2,21% para 10,10 euros.

A EDP, por seu turno, valorizava 1,99% para 3,53 euros, seguida do BCP que avançava 1,72% para 0,20 euros.

A Jerónimo Martins seguia também em alta de 0,83% para 15,78 euros.

Em terreno negativo seguia apenas a Pharol, com as ações a perderem 1,95% para 0,11 euros.

Lisboa seguia alinhada com o sentimento das congéneres europeias, que estavam hoje animadas pelo veto do Parlamento britânico a um 'Brexit' sem acordo, ainda que tal possa implicar que o Reino Unido realize novas eleições.

Hoje, um projeto de lei para adiar o 'Brexit' para evitar uma saída sem acordo em 31 de outubro vai ser debatido com o objetivo de concluir em poucas horas todas as etapas do processo na Câmara dos Comuns.

Uma moção aprovada na terça-feira à noite retirou ao Governo britânico o controlo sobre a agenda parlamentar de hoje e dá a este grupo de deputados a oportunidade para apresentar um projeto de lei e acelerar o processo de aprovação para que todas as etapas sejam concluídas até ao final da tarde.

O texto exige que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, seja obrigado a pedir uma nova extensão da data de saída até 31 de janeiro caso o parlamento não aprove um acordo de saída ou não autorize uma saída sem acordo até 19 de outubro.

Para conseguir convocar eleições antecipadas, Boris Johnson precisa do voto favorável de dois terços dos deputados, dependendo assim da ajuda do partido Trabalhista, o principal partido da oposição.

De acordo com a analista da XTB Carla Maia Santos, os investidores estão de olhos postos na próxima reunião da FED, em 18 de setembro, com receios de que que a guerra comercial conduzida pelo presidente Donald Trump possa estar a virar-se contra a própria economia.

"Trump num 'tweet' diz que as negociações com a China estão a correr bem mas rapidamente 'vira o bico ao prego' e diz que é bom que cheguem a uma negociação antes de ser novamente eleito em 2020, porque aí as facilidades de negociação vão ser diferentes", refere a analista.

Estas notícias, indica, apesar de negativas para economia norte-americana e para a guerra comercial, podem ser vistas como positivas, pois poderão forçar a FED a tomar uma atitude mais radical de corte de taxas de juro, de forma a dinamizar a economia, já em 18 de setembro, levando as bolsas a reagirem em alta.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório