Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2020
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Eventual negócio Cofina/Media Capital preocupa Sindicato dos Jornalistas

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) manifestou-se hoje "preocupado" com o impacto de uma eventual compra da Media Capital pela Cofina, "nomeadamente no que respeita à concentração dos media" e à manutenção dos postos de trabalho.

Eventual negócio Cofina/Media Capital preocupa Sindicato dos Jornalistas
Notícias ao Minuto

17:29 - 20/08/19 por Lusa

Economia Negócio

No dia 14 de agosto, a Cofina confirmou que estava a negociar com a Prisa a compra da Media Capital, dona da TVI, e um dia depois coube à empresa espanhola confirmar que estava em negociações em regime de exclusividade com a dona do Correio da Manhã sobre uma eventual venda da dona da TVI.

Em 16 de agosto, a Cofina adiantou que está a negociar com a Prisa a aquisição da Vertix, que detém 94,69% da Media Capital, admitindo lançar uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a dona da TVI.

"A excessiva concentração dos media tem repercussões ao nível da pluralidade e qualidade da informação e, nesse sentido, o SJ considera que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social tem de se pronunciar rapidamente sobre o negócio em curso", refere o sindicato, em comunicado.

Contactada pela Lusa, fonte oficial da ERC disse que até à data o regulador não foi notificado sobre o assunto.

A Cofina detém o Correio da Manhã, a CM TV, Sábado, Record, Jornal de Negócios, entre outros.

Por sua vez, a Media Capital detém os canais TVI, a rádio Comercial, entre outros meios.

A venda da Media Capital à Altice falhou em junho de 2017.

"Por norma, e lamentavelmente, este tipo de fusões tem-se traduzido em cortes de pessoal e emagrecimento de redações, pelo que o SJ já solicitou reuniões às administrações dos dois grupos no sentido de antecipar o impacto laboral de uma eventual fusão e de proteger os direitos dos jornalistas", refere o sindicato.

"Essa proteção de direitos é a maior preocupação do SJ, que tem estado em contacto com os seus associados em ambos os grupos, manifestando-lhes que está à sua disposição para o que entenderem ser necessário", conclui.

As negociações em regime de exclusividade com a Cofina estarão em vigor durante um período de 30 dias, o qual poderá ser prorrogado por vontade das partes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório