Meteorologia

  • 29 MAIO 2020
Tempo
23º
MIN 22º MÁX 32º

Edição

DECO alerta (outra vez) que consumidores podem estar a pagar IMI a mais

Arranca hoje o prazo para o pagamento da 2.ª prestação do IMI. DECO volta a avisar que os consumidores podem estar a pagar mais do que aquilo que é suposto.

DECO alerta (outra vez) que consumidores podem estar a pagar IMI a mais

À semelhança dos alertas que já tem vindo a fazer, a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) volta a avisar, esta quinta-feira, dia em que arranca o prazo para o pagamento da 2.ª prestação do IMI, que os consumidores podem estar a pagar imposto a mais. 

De acordo com a DECO, isto pode estar a acontecer porque o Fisco não atualiza automaticamente algumas informações sobre as casas, o que pode penalizar o valor a pagar. 

"As Finanças não atualizam automaticamente a idade das casas, nem o seu coeficiente de localização, que muda a cada três anos. Todos estes fatores influenciam o cálculo do IMI, mas o Estado limita-se a aumentar o valor das casas de acordo com a inflação", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Por isso, e como cada situação é singular, os contribuintes devem verificar, através de uma simulação que pode ser feita neste site se estão ou não a pagar mais do que é suposto. 

"A revisão de todas as parcelas só é feita quando a casa muda de dono (por aquisição ou herança) ou quando o proprietário entrega nas Finanças um pedido de atualização do valor da casa. Há, portanto, proprietários de imóveis que continuam a pagar IMI a mais e só uma simulação personalizada, em www.paguemenosimi.pt pode confirmar se vale a pena pedir às Finanças uma nova avaliação do imóvel para efeitos de cálculo do imposto", acrescenta a DECO. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório