Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

CGD terá de emitir 2.000 milhões de euros em dívida subordinada

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) terá de emitir 2.000 milhões de euros em dívida subordinada até 2022, o que o presidente do banco público considerou "acomodável" apesar dos custos que significará.

CGD terá de emitir 2.000 milhões de euros em dívida subordinada
Notícias ao Minuto

19:35 - 30/07/19 por Lusa

Economia CGD

Este valor, definido pelas autoridades europeias, foi hoje anunciado na apresentação de resultados do banco público do primeiro semestre (aumento do lucro em 46% para 282,5 milhões de euros) e tem que ver com dívida subordinada que os bancos europeus com importância sistémica são obrigados a emitir para fazer face a eventuais resoluções.

"É perfeitamente acomodável" fazer essas emissões, disse hoje Paulo Macedo.

Já em resposta aos jornalistas, Macedo considerou que essas emissões significarão um custo para a CGD.

Também o administrador financeiro, José de Brito, disse que a CGD "facilmente cumprirá" essa exigência, mas considerou que o banco irá estar a "emitir dívida que objetivamente não precisa para a atividade comercial".

Essa operação, disse, irá pressionar a margem financeira e "irá acrescer ao excesso de liquidez que a CGD já tem".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório