Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2019
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 20º

Edição

Motoristas vão 'parar' o país? Ministro defende revisão da Lei da Greve

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, defende que deve ser equacionada uma revisão da Lei da Greve, que é dos anos 70.

Motoristas vão 'parar' o país? Ministro defende revisão da Lei da Greve

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, defende que deve ser equacionada uma revisão da Lei da Greve, que é dos anos 70, e refletir sobre a necessidade de a manter. Em entrevista à RTP, o ministro alertou também que o comportamento dos portugueses poderá fazer a diferença na greve que se avizinha.

"[A revisão da Lei da Greve] é uma questão que tem de ser equacionada, do ponto de vista político e os protagonistas políticos têm que ponderar a conveniência de rever a Lei da Greve nessa matéria. Não queria avançar com uma ideia, mas acho que a lei é dos anos 70 e faz sentido pensar se devemos mantê-la ou não", disse o ministro da Economia, em entrevista à RTP.

Sobre a greve dos motoristas, com início previsto para o dia 12 de agosto e por tempo indeterminado, Siza Vieira salienta a importância do comportamento dos portugueses para que não seja repetida a situação que se viveu em abril.

"É preciso que as pessoas tentem moderar os consumos, é preciso que se evitem deslocações desnecessárias durante os dias de greve, é preciso encarar com alguma calma e tranquilidade esta situação. Vai causar transtornos, não temos dúvidas, mas é preciso que os portugueses reajam com maturidade", adiantou o minstro da Economia.

Também neste sentido, o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, recomendou que os portugueses abastecessem os seus automóveis de modo a precaverem-se na greve.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório