Meteorologia

  • 22 AGOSTO 2019
Tempo
29º
MIN 23º MÁX 31º

Edição

Concorrência notificada da aquisição da Futura Energia pela CapWatt

A Autoridade da Concorrência (AdC) foi notificada da operação de concentração que consiste na aquisição pela Capwatt, participada da Sonae Capital, sobre a sociedade Futura Energía Inversion, segundo anunciado na página da Internet.

Concorrência notificada da aquisição da Futura Energia pela CapWatt
Notícias ao Minuto

11:33 - 12/07/19 por Lusa

Economia AdC

A CapWatt, que agrega as participações da Sonae Capital na área da produção de energia, apresentou uma oferta vinculativa para a aquisição da Futura Energía Inversiones e suas participadas, por até 4,5 milhões de euros, que foi aceite pelos acionistas do Grupo Futura, segundo foi comunicado ao mercado em 01 de julho.

A Futura Energía Inversiones constitui um grupo integrado de energia, encontrando-se ativa na compra e revenda de licenças de emissões de GEE (gases de efeito estufa) em Espanha, Portugal e Reino Unido, na prestação de serviços de representação para produtores de eletricidade em Espanha no mercado grossista ibérico (OMIE) e de serviços de cobertura de preço de eletricidade para produtores, em Espanha e Portugal, nos mercados espanhol e alemão de opções e futuros (MEFF, EEX), na comercialização grossista (em Espanha, Portugal e Holanda) e retalhista (em Espanha) de gás natural, e na comercialização retalhista de eletricidade em Espanha.

A AdC dá dez dias para o envio de quaisquer observações sobre a operação de concentração em causa.

Segundo a Sonae Capital, "esta aquisição enquadra-se na estratégia de crescimento do segmento de energia da Sonae Capital, melhorando a sua capacidade de 'sourcing' de gás natural e de licenças de emissão e colocação de energia elétrica por si produzida num cenário pós 'feed-in-tariffs' [tarifas bonificadas]".

O valor do investimento poderá atingir os 4,5 milhões de euros, sendo 2,8 milhões de euros pagos na efetivação da transação e o remanescente será diferido por um período de três anos, e dependente da 'performance' da empresa.

A Sonae Capital sublinhou então que a operação em causa depende, entre outras condições, da 'luz verde' das Autoridades da Concorrência em Espanha e Portugal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório