Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 15º

Edição

Consumo de gás natural sobe 16,5% em maio com produção elétrica

O consumo de gás natural subiu 16,5% em maio, com o reforço da utilização para a produção de eletricidade, "resultado de condições hidrológicas mais desfavoráveis este ano", segundo dados da REN -- Redes Energéticas Nacionais hoje divulgados.

Consumo de gás natural sobe 16,5% em maio com produção elétrica
Notícias ao Minuto

13:44 - 03/06/19 por Lusa

Economia REN

Por sua vez, no acumulado dos primeiros cinco meses do ano, o consumo de gás natural registou um crescimento de 1,6%, resultante de aumentos de 2,8% no mercado elétrico e de 1,3 no mercado convencional.

Já o consumo de energia elétrica avançou em maio, em comparação com igual mês do ano anterior, "2,4% ou 1,2% com correção de temperatura e de dias úteis".

Entre janeiro e maio, o consumo de energia cedeu 2,3%, "que se atenua para 1,2% com correção dos efeitos de temperatura e número de dias úteis".

De acordo com a REN, "as afluências mantiveram-se muito abaixo dos valores médios para esta altura do ano, com um índice de produtibilidade hidroelétrica de apenas 0,56".

Na produção eólica, por seu turno, as condições foram "particularmente favoráveis", fixando-se o índice de produtibilidade em 1,25.

Em maio, a produção renovável abasteceu assim 48% do consumo nacional e a não renovável 42%, enquanto os restantes 10% foram abastecidos a partir de energia importada, apontou a empresa liderada por Rodrigo Costa.

Nos primeiros cinco meses do ano, o índice de produtibilidade hidroelétrica situou-se em 0,57, "refletindo o ano seco que se tem verificado", enquanto a produtibilidade eólica registou 0,98.

No mesmo período, a produção renovável abasteceu 51% do consumo, "repartido pela eólica com 27%, hidroelétrica 17%, biomassa 5% e fotovoltaica 2%".

A energia fotovoltaica, "atualmente com cerca de 600 MW [megawatts] ligados à rede, apresar do crescimento lento, ultrapassou pela primeira vez os 100 GWh [gigawatts hora] num mês", sublinhou a REN.

Por último, a produção renovável abasteceu 38% do consumo, repartido pelo gás natural (24%) e pelo carvão (14%).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório