Meteorologia

  • 17 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Novo máximo. Dívida pública aumentou para 252,4 mil milhões em abril

Dados foram divulgados pelo Banco de Portugal (BdP), esta segunda-feira.

Novo máximo. Dívida pública aumentou para 252,4 mil milhões em abril

A dívida pública voltou a subir. O Banco de Portugal (BdP) divulgou, esta segunda-feira, que o valor da dívida pública superou o patamar dos 252 mil milhões de euros, com as emissões de títulos a impulsionarem. 

"Em abril de 2019, a dívida pública situou-se em 252,4 mil milhões de euros, aumentando 2,0 mil milhões de euros relativamente ao final de março. Para este aumento contribuíram essencialmente as emissões de títulos de dívida", pode ler-se no relatório do BdP.

Quer isto dizer que o valor da dívida pública na ótica de Maastricht, que é a que conta para Bruxelas, atingiu um novo valor máximo. Em março, era de 250,3 mil milhões, segundo os dados do BdP.

Ainda assim, sublinhe-se, o valor da dívida pública costuma ser maior nos primeiros meses do ano, porque é quando a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) realiza mais leilões de obrigações.

O supervisor revela também que o 'peso' da dívida pública no produto interno bruto (PIB) era de 123% no final do primeiro trimestre deste ano, acima dos 121,5% no último mês do ano passado.

No Programa de Estabilidade 2019-2023, o Governo antecipa um rácio da dívida pública de 118,6% do PIB este ano. Já para 2023, o último ano considerado no Programa hoje apresentado, o executivo antecipa que a dívida pública se situe abaixo dos 100%, nos 99,6%.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório