Meteorologia

  • 26 JUNHO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 22º

SNS. Governo promete pagar 445 milhões de dívidas este ano

No final de 2018, o valor dos pagamentos em atraso no SNS era de 855 milhões de euros.

SNS. Governo promete pagar 445 milhões de dívidas este ano
Notícias ao Minuto

09:14 - 29/05/19 por Notícias ao Minuto

Economia Contas

O Governo prevê liquidar os 855 milhões de euros de pagamentos em atraso no Sistema Nacional de Saúde (SNS) durante os próximos cinco anos, de acordo com um despacho conjunto dos Ministérios das Finanças e da Saúde. A maior parte deste montante, 445 milhões de euros, será paga ainda este ano. 

"A maior parte deste valor relativo a fornecedores externos será pago em 2019 – 445 milhões de euros. Parte desta dívida está a ser saldada desde o início do ano, na sequência de uma injeção de 282 milhões de euros, distribuída ao longo de sete meses", pode ler-se num comunicado da tutela, ao qual o Notícias ao Minuto teve acesso. 

As contas do Governo apontam para que o valor dos pagamentos em atraso no SNS ascenda aos "855 milhões de euros, dos quais 538 milhões eram relativos a fornecedores fora da administração central do Estado". 

Ora, o calendário agora aprovado garante a "liquidação total até 2020 a fornecedores externos. As dívidas dentro da administração central começam a ser saldadas a partir de 2020", durante os próximos cinco anos.

"Esta iniciativa, em conjunto com o reforço orçamental que ocorreu em 2019, vai permitir que os organismos EPE do SNS tenham mais flexibilidade em assumir compromissos, mantendo a sua sustentabilidade, responsabilidade e transparência financeira", refere o Governo. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório