Meteorologia

  • 17 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Kapten "não tem conhecimento" que fraudes envolvam os seus parceiros

A Polícia Judiciária e o Ministério Público estiveram no terreno, esta terça-feira, para desmantelar uma rede criminosa relacionada com a atribuição de licenças a motoristas para plataformas de transporte de passageiros em veículos descaracterizados.

Kapten "não tem conhecimento" que fraudes envolvam os seus parceiros

A Kapten diz não ter conhecimento que as alegadas fraudes cometidas por motoristas de transportes de veículos privados envolvam os seus parceiros. Em causa, sublinhe-se, está uma megaoperação da Polícia Judiciária (PJ) para desmantelar uma rede criminosa relacionada com a atribuição de licenças a motoristas para plataformas de transporte de passageiros em veículos descaracterizados

"No seguimento da operação levada a cabo pela Polícia Judiciária, contra a fraude nas licenças para motoristas de plataformas eletrónicas, a Kapten informa que não tem conhecimentoque este tipo de fraudes envolvaos seusparceiros operadores", pode ler-se num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto

Esclarece ainda a empresa que "a origem de qualquer falsificação apenas é possível pela parte de operadores ou motoristas, não existindo forma de validação da autenticidade através da plataforma", refere. 

A Kapten, antiga Chauffeur Privé, acrescenta que "os cerca de 4.000 motoristas registados na plataforma apresentaram a licença certificada pelo IMT e o seu respetivo registo criminal, estando assim habilitados a operar de acordo com o licenciamento TVDE de 1 de março deste ano".

O esquema agora desmantelado com dezenas de buscas na cidade de Lisboa, sublinhe-se, tinha como um dos objetivos facilitar a entrada no mercado de trabalho dos candidatos a motoristas das diversas plataformas de transporte de passageiros em veículos descaracterizados que atuam em Portugal - Uber, Cabify e Bolt.

Ao Notícias ao Minuto, fonte da Bolt referiu que a empresa "está dedicada a cumprir a lei e apoiará a PJ na sua investigação, se necessário". Acrescentou ainda que "a legislação existe por uma razão e, como tal, todos os motoristas devem ter os documentos legais e formação necessários para operar em conformidade", acrescentou a mesma fonte". 

Na manhã desta terça-feira, vários inspetores da PJ estiveram no terreno para levarem a cabo uma operação que visa o combate à corrupção, envolvendo escolas de condução, diversas plataformas de transporte de passageiros em veículos descaracterizados e o próprio Instituto da Mobilidade e Transportes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório