Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

Défice nas transações correntes do Brasil desce para 7.300 milhões

As transações correntes do Brasil acumularam um défice de 8.200 milhões de dólares (7.300 milhões de euros) até abril, uma redução de 9,2% face ao mesmo período de 2018, divulgou hoje o Banco Central.

Défice nas transações correntes do Brasil desce para 7.300 milhões
Notícias ao Minuto

19:42 - 27/05/19 por Lusa

Economia Banco Central

Entre janeiro e abril do ano passado, o défice das transações correntes do Brasil foi de 9.000 milhões de dólares (8.000 milhões de euros).

As transações correntes de um país levam em conta o saldo da balança comercial, da balança de serviços e rendas, como as remessas de juros, lucros e dividendos.

Nos primeiros quatro meses do ano as exportações brasileiras caíram 2,1%, e as importações caíram 0,1%, em relação ao mesmo período de 2018.

De acordo com o Banco Central brasileiro, o país teve um ligeiro aumento no excedente comercial, de 1,85% em abril, passando de 5.400 milhões de dólares (4.800 milhões de euros), no mesmo período do ano passado, para 5.500 milhões de dólares (4.900 milhões de euros) este ano.

Também houve uma pequena queda no défice das rendas, que passou de 3.000 milhões de dólares (2.600 milhões de euros) para 2.900 milhões de dólares (2.500 milhões de euros) na mesma comparação.

Por outro lado, o resultado negativo das contas de serviços aumentou de 2.700 milhões de dólares (2.400 milhões de euros) para 3.000 milhões de dólares (2.600 milhões de euros) na comparação ano a ano dos resultados de abril.

O défice do país em transações correntes nos doze meses encerrados em abril de 2019 totalizou 13.700 milhões de dólares (12.200 milhões de euros), resultado que equivale a 0,73% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

O Banco Central estima que o Brasil terminará o ano de 2019 com um défice das transações corrente de cerca de 356 mil milhões de dólares (31,8 mil milhões de euros), o que significa 0,9% do PIB.

O Governo brasileiro também informou que o investimento direto estrangeiro no país totalizou 7.000 milhões de dólares (6.000 milhões de euros) apenas em abril, resultado melhor do que os 3.000 milhões de dólares (2.600 milhões de euros) registado no mesmo mês de 2018.

Ao longo deste ano, o Banco Central brasileiro estima que o país receberá cerca de 90 mil milhões de dólares (80,4 mil milhões de euros) em investimentos estrangeiros, dado que equivale a 4,8% do PIB.

Já as reservas internacionais do Brasil alcançaram o montante de 383,8 mil milhões de dólares (342,8 mil milhões de euros) no quarto mês deste ano.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório