Meteorologia

  • 24 JUNHO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

Renda acessível? Governo vai definir limites, mas preço desce 20%

Programa de Arrendamento Acessível arranca a 1 de julho, é de adesão voluntária, mas promete baixar os preços do arrendamento em 20%.

Renda acessível? Governo vai definir limites, mas preço desce 20%

A portaria que estabelece as condições básicas do Programa de Arrendamento Acessível foi publicada na quarta-feira e o que já se sabe é que as casas abrangidas pelo programa vão ficar mais baratas cerca de 20%. No entanto, o Governo ainda vai definir limites e tem 30 dias para o fazer. 

O programa, que é de adesão voluntária, visa baixar os preços do arrendamento beneficiando os senhorios em sede fiscal, de acordo com a portaria publicada em Diário da República. Este conjunto de medidas, sublinhe-se, entra em vigor no dia 1 de julho. 

Porém, até lá, o Governo tem ainda que definir "limites gerais de preço de renda por tipologia e o valor de referência do preço de renda por alojamento aplicáveis no âmbito", de acordo com a mesma portaria.

Certo é que uma das condições que já foi divulgada é que o valor da renda não ultrapasse "80% do valor de referência do preço de renda dessa habitação", com base nos valores divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE). 

Os senhorios que aderirem a este programa ficam isentos do pagamento de IRS ou de IRC sobre rendimentos prediais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório