Meteorologia

  • 20 JUNHO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

Boeing reconhece (pela primeira vez) falhas nos simuladores do 737 MAX

Modelo da fabricante de aviões esteve envolvido em dois acidentes aéreos que fizeram mais de 300 mortos.

Boeing reconhece (pela primeira vez) falhas nos simuladores do 737 MAX

A Boeing admitiu que teve corrigir falhas no software dos simuladores de voo do 737 MAX, o modelo que esteve envolvido em dois acidentes de aviação que fizeram mais de três centenas de mortos. Esta é, assim, a primeira vez que a fabricante de aviões assume uma falha no modelo. 

"A Boeing fez correções no software do simulador de voo do 737 MAX e deu informações complementares aos operadores da aeronave para se assegurar de que a experiência no simulador seja representativa das diferentes condições de voo", afirmou a companhia num comunicado, citado pela agência AFP.

A Boeing não adiantou, porém, quando é que detetou este problema, nem detalhou se avisou os reguladores do setor sobre este facto. 

De acordo com a informação divulgada pela empresa, o software utilizado nos simuladores não era capaz de reproduzir determinadas condições de voo, designadamente as que levaram à queda do 737 MAX da Ethiopian Airlines, poucos minutos depois da descolagem, e que levou à morte de todos os 157 passageiros.  

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório