Meteorologia

  • 22 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Resultados financeiros da STCP sofreram agravamento de 2,8 milhões

O resultado operacional de 2018 da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) foi positivo em 5,1 milhões de euros mas os resultados financeiros sofreram um agravamento de 2,8 milhões de euros face a 2017, revela um relatório conhecido hoje.

Resultados financeiros da STCP sofreram agravamento de 2,8 milhões
Notícias ao Minuto

19:39 - 16/05/19 por Lusa

Economia STCP

De acordo com o relatório e contas da STCP, enviado à Comissão de Mercado de Valores Imobiliários, os resultados apresentam uma melhoria de 15,9 milhões de euros face a 2017, o que corresponde a um aumento de 148% face ao ano anterior e um EBITDA Recorrente (resultado sem depreciações) positivo de 1,9 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 309% face ao período homólogo.

O documento indica, contudo, que "o resultado financeiro de 2018 foi negativo em 6,9 milhões de euros verificando um agravamento de 2,8 milhões de euros face a 2017 devido ao aumento dos encargos com SWAP, em cerca de 3,4 milhões de euros".

Apesar de registar um desagravamento face a 2017 de 13,1 milhões de euros, o resultado líquido da transportadora que opera em seis municípios da Área Metropolitana do Porto, foi, no entanto, negativo em cerca de 1,8 milhões de euros.

O relatório assinala ainda que "o passivo atingiu 441,4 milhões de euros a 31 de dezembro em 2018, registando uma redução de 48,6 milhões de euros (9,9%), face ao período homólogo de 2017, principalmente pela amortização dos empréstimos contraídos junto do Estado, através do aumento de capital em espécie".

Num comunicado, a empresa salienta que a STCP "concluiu o ano de 2018 com um crescimento na procura e um aumento significativo da receita, do qual resultaram melhores resultados".

De acordo com o relatório agora divulgado a STCP transportou, no ano passado, 73,4 milhões de passageiros, mais 1,4% face ao ano anterior, mantendo a tendência de crescimento da procura que se vem a verificar desde meados de 2016.

A receita do serviço de transporte atingiu 47,8 milhões de euros, representando um crescimento 5% face a 2017, um aumento que, segundo a STCP, se verifica pelo terceiro ano consecutivo.

Em simultâneo a empresa deu início a um programa de investimento que ascendeu a cerca 14,7 milhões de euros, dos quais 14,1 milhões de euros (96%) respeitam à renovação da frota de autocarros.

"De salientar, no ano, o início da concretização da primeira face de renovação da frota de autocarros, com a entrada em operação em abril de 3 autocarros novos, 2 elétricos e 1 a gás natural comprimido, de um total de 188 (15 elétricos e 173 a gás natural) a rececionar até 2020, dos quais 40 (12 elétricos e 28 a gás natural), estavam em operação na rede da STCP no final do ano de 2018", lê-se no documento.

Procedeu-se também, refere o relatório, ao lançamento da segunda fase de renovação da frota de autocarros, em outubro de 2018 destinada ao cofinanciamento da aquisição de 86 novos autocarros, dos quais 62 veículos 'low floor' movidos a gás natural e 19 veículos 'low entry' movidos a gás natural, a que acrescem ainda 5 veículos 'low floor' elétricos.

Em comunicado, a STCP revela ainda que, a 31 de dezembro em 2018, a empresa tinha 1271 trabalhadores, o que corresponde a aumento de 29 pessoas.

Ainda segundo o relatório, o ano de 2018 ficou marcado ficou marcado pela concretização da operacionalização do novo modelo de gestão da STCP, com a transferência da gestão operacional da empresa do Estado para as autarquias e tomada de posse da nova Administração

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório