Meteorologia

  • 19 JUNHO 2019
Tempo
22º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

Finanças recorrem a dados do BdP para afirmar que Governo baixou impostos

A carga fiscal aumentou? O Ministério das Finanças quer reforçar a ideia de que não e, desta vez, utiliza dados do Banco de Portugal para sustentar esta ideia.

Finanças recorrem a dados do BdP para afirmar que Governo baixou impostos

O Ministério das Finanças continua a insistir no assunto da carga fiscal. Desta vez, o gabinete do ministro Mário Centeno utilizou os dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP), no Boletim Económico de maio, para justificar que o Governo baixou os impostos.

"A avaliação correta do impacto das medidas legislativas na carga fiscal no presente e no futuro é feita na recente publicação do Boletim Económico de maio do Banco de Portugal. De acordo com essa análise, as medidas de política adotadas pelo Governo ao longo dos últimos 3 anos contribuíram para reduzir a carga fiscal estrutural", pode ler-se no comunicado do Ministério das Finanças, ao qual o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Há pouco mais de um mês, e no seguimento dos dados do INE que davam conta que a carga fiscal atingiu no ano passado o valor mais alto desde pelo menos 1995, a tutela fez apresentou uma interpretação diferente. Por isso, apresenta outro indicador que mede os impostos para o futuro. 

"Nesta legislatura as decisões do Governo levaram a uma queda da carga fiscal estrutural em todos os anos. Esta queda é particularmente significativa em 2016 (-0,25 pp), ano em que se tem repetido de forma errada a ideia de que o Governo aumentou um imposto para poder baixar os outros. Nada pode corresponder menos à verdade", pode ler-se no comunicado divulgado pelo gabinete de Mário Centeno. 

De acordo com as Finanças, os impostos pagos pelos portugueses baixaram quase 500 milhões de euros em 2016. "Voltaram a reduzir-se em 2017 e 2018. Apenas no IRS, e de acordo com os cálculos do Ministério das Finanças, os portugueses pagam em 2019 menos 1.000 milhões de euros do que pagariam em 2015 para o mesmo nível de rendimento".

E mais, a tutela acrescenta que as medidas implementadas pelo Governo serviram, inclusive, para reduzir a carga fiscal, de acordo com as Finanças, "alterando um padrão de muitos anos nas finanças públicas portuguesas".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório