Meteorologia

  • 16 JUNHO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 16º

Edição

Supermercados fecharam mais cedo para funcionários aproveitarem a Páscoa

No caso dos supermercados Lidl, este domingo de Páscoa foi dedicado "à família". Os trabalhadores tiveram direito ao feriado nacional, tal como sucede no 25 de dezembro e 1 de janeiro.

Supermercados fecharam mais cedo para funcionários aproveitarem a Páscoa

Contam-se pelos dedos da mão os dias em que os supermercados fecham ou encerram mais cedo do que a hora habitual, mas este domingo de Páscoa parece ter sido um exemplo. A maioria das grandes cadeias de supermercados em Portugal encerrou mais cedo, mas no caso do Lidl, isso não aconteceu. O motivo? Dar descanso aos funcionários. 

"À semelhança do que aconteceu a 25 de dezembro e 1 de janeiro, e tal como em anos anteriores, o Lidl Portugal não abriu as suas lojas no domingo de Páscoa, permitindo desta forma que os seus colaboradores pudessem usufruir do dia em família. Todas as suas lojas estiveram enceradas", lê-se na resposta enviada ao Notícias ao Minuto.

O Notícias ao Minuto contactou o Pingo Doce, o Continente e o Jumbo e a resposta foi unânime, já que todos encerraram mais cedo do que o habitual, às 14h00, para permitir que os funcionários ainda conseguissem aproveitar algum tempo com as suas famílias. 

Por outro lado, a cadeia de supermercados Minipreço manteve o horário normal de funcionamento, tendo encerrado às 20h00. O Notícias ao Minuto contactou também o ALDI, que tendo "consciência da grande procura dos seus clientes neste período quis corresponder às suas expectativas" e, por isso, manteve "o habitual horário de funcionamento no dia de Páscoa".

Mas esclarece "os colaboradores ALDI tiveram oportunidade de aproveitar o momento da Páscoa, em família, através de um movimento de trocas de turno, uma opção acessível e comum entre os colaboradores". Mais, informa a cadeia de hipermercados, os funcionários que optaram por trabalhar "receberam a correspondente remuneração de trabalho em dia feriado".

Refira-se que no domingo de Páscoa, o Bispo do Porto, D. Manuel Linda, criticou duramente, durante a homilia, na Sé do Porto, os "novos senhores do mundo" que obrigam os cidadãos a trabalhar ao domingo. As críticas de D. Manuel Linda foram dirigidas ao sistema económico que obriga a que se trabalhe do domingo e que, além de causar "graves transtornos psicológicos ao trabalhador" leva ao "fracionamento dos encontros familiares".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório