Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2019
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Governo quer 8.200 trabalhadores de fora da UE a trabalhar em Portugal

Ministro Vieira da Silva garante que estes imigrantes vêm para o nosso país com contrato de trabalho subordinado “não temporário”.

Governo quer 8.200 trabalhadores de fora da UE a trabalhar em Portugal

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, revelou, esta sexta-feira aos jornalistas, à saída da reunião de Concertação Social, que o Governo pretende facilitar a entrada, este ano, em Portugal de 8.200 trabalhadores naturais de países fora da União Europeia (UE) para setores carentes de mão-de-obra.

“O Governo criou um grupo de trabalho com dois objetivos: primeiro, fixar um valor para este ano e foi proposto à concertação social o número de 8.200 trabalhadores e, em segundo lugar, rever todo o modelo de entrada de forma a simplificar e a tornar mais flexível a entrada em Portugal de cidadãos vindos de fora da União Europeia”, disse o governante à saída do encontro, acrescentando que os trabalhadores estrangeiros virão para o nosso país já com o contrato de trabalho “subordinado e não temporário na mão”.

Vieira da Silva revelou ainda que estas medidas, tal como o programa Regressar que pretende incentivar o regresso dos emigrantes portugueses, tiveram “uma concordância muito grande, um apoio pela totalidade” dos parceiros sociais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório