Meteorologia

  • 22 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 19º

Edição

Banco BPI aumenta salários dos trabalhadores e com retroativos

O Banco BPI atualizou os salários dos trabalhadores em 0,5%, antecipando um aumento que venha a ser decidido na revisão do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), segundo informação interna a que a Lusa teve acesso.

Banco BPI aumenta salários dos trabalhadores e com retroativos
Notícias ao Minuto

13:51 - 02/04/19 por Lusa

Economia ACT

Em comunicado interno, o BPI diz que, uma vez que a revisão do ACT é um processo demorado, a administração "decidiu proceder a um aumento salarial de 0,5% sobre a retribuição mensal efetiva dos colaboradores do banco, a título de antecipação e negociação coletiva do ACT".

Esse aumento é pago com efeitos retroativos a 1 de janeiro.

Assim, quando for encontrado um valor de aumento salarial no âmbito do ACT, o BPI fará o ajustamento para o valor restante.

Por exemplo, se for decidido que o aumento é 0,75% o que o BPI fará é acrescentar o valor em falta, uma vez que o aumento de 0,5% já atribui.

O BPI tinha 4.888 funcionários em final de 2018, menos 42 do que em 2017.

O banco teve lucros de 490,6 milhões de euros em 2018, bem acima do resultado de 10,2 milhões de euros registado em 2017.

A atividade em Portugal contribuiu com 396,3 milhões de euros (dos quais 218,3 milhões recorrentes, que excluem vendas de ativos), enquanto a contribuição de Angola (BFA) foi de 73,2 milhões de euros e a da operação em Moçambique (BCI) de 20,5 milhões de euros.

O BPI é detido em 100% pelo grupo espanhol CaixaBank.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório