Meteorologia

  • 24 ABRIL 2019
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Preços das casas cresceram 10,3% no ano passado

Os preços das casas continuam em crescimento. De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), esta segunda-feira, os preços das habitações aumentaram 10,3% no ano passado.

Preços das casas cresceram 10,3% no ano passado

Num comunicado, o INE refere que "o aumento médio anual dos preços das habitações existentes (11,0%) em 2018 continuou a superar o das habitações novas (7,5%)".

No último trimestre de 2018, a taxa de variação homóloga do IPHab fixou-se em 9,3%, mais 0,8 pontos percentuais que no trimestre anterior e o crescimento dos preços das habitações existentes (9,5%) foi mais intenso que o das habitações novas (8,5%).

O INE indica ainda que em 2018 se transacionaram 178.691 habitações, mais 16,6% que em 2017 e o valor mais elevado de sempre.

Entre as transações realizadas, 85,2% foram de alojamentos existentes, mais 0,7 pontos que em 2017 e o crescimento do número de transações de habitações existentes acima do registado nas habitações novas, 17,5% e 11,6%, respetivamente, conduziu ao incremento do peso relativo da primeira categoria mencionada, afirma.

As transações totalizaram 24,1 mil milhões de euros no ano passado, mais 24,4% do que em 2017.

O valor das vendas de habitações passou de 9,5 mil milhões de euros (valor equivalente a 5,5% do Produto Interno Bruto, PIB), em 2014, para 24,1 mil milhões de euros em 2018 (valor equivalente a 12,0% do PIB), o que traduz um crescimento médio anual de 26,0%.

Para o mesmo período, o número de transações aumentou 20,7% em termos médios anuais.

O INE afirma ainda que no 4.º trimestre de 2018 se observou uma desaceleração do número das transações, que passou de uma variação homóloga de 18,4% no 3.º trimestre para 9,4%.

Em valor, as transações desaceleraram de 29,1% no 3.º trimestre para 10,7% no 4.º trimestre.

Pelo segundo trimestre consecutivo o aumento homólogo nas habitações novas (15,0%) superou o das habitações existentes (9,7%).

Em termos regionais, as transações realizadas na Área Metropolitana de Lisboa e na região Norte representaram 64,6% do total em 2018, mais 0,3 pontos que em 2017, refere o INE, adiantando que a Área Metropolitana de Lisboa concentrou 48,0% do valor das transações realizadas em Portugal no último ano.

Pela primeira vez desde 2013, esta região registou uma redução do seu peso relativo no valor total das vendas de habitações (-0,2 pontos).

Em contrapartida, a região Norte, com uma quota relativa de 23,5%, atingiu a sua maior percentagem desde 2013 tendo sido, a par do Alentejo (+0,1 pontos), as únicas a apresentar aumentos nos respetivos pesos relativos.

[Notícia em atualização]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório