Meteorologia

  • 21 ABRIL 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Wall Street fecha sem direção antes da reunião da Reserva Federal

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em ordem dispersa, na véspera do fim da reunião da Reserva Federal (Fed) sobre política monetária e com as perspetivas sobre as negociações sino-norte-americanas a voltarem a ficar preocupantes.

Wall Street fecha sem direção antes da reunião da Reserva Federal
Notícias ao Minuto

22:48 - 19/03/19 por Lusa

Economia Bolsa

Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average perdeu 0,10%, para os 25.887,38 pontos, e o alargado S&P500 recuou 0,01%, para os 2.832,57.

Ao contrário, o tecnológico Nasdaq avançou 0,12%, para as 7.723,95 unidades.

Depois de uma abertura em alta, os índices enfraqueceram bruscamente durante a sessão, pouco tempo depois de começar a reunião da Fed.

"Os investidores realizaram visivelmente alguns ganhos, antes (do fim) da reunião, na quarta-feira", observou Nate Thooft, da Manulife AM.

Este gestor de investimentos recordou que os índices tinham avançado fortemente entre a semana passada e segunda-feira ao fim do dia, quando já se faziam ouvir as antecipações de um tom acomodatício da parte da Fed.

"Vai ser difícil para a Fed arranjar um tom ainda mais conciliador do que o das suas últimas declarações", afirmou Thooft.

A "pausa" anunciada há semanas pelo banco central na subida das taxas de juro beneficiou muito os índices bolsistas desde o início do ano. Desde então, o Dow Jones ganhou 11%, o S&P500 valorizou 12,9% e o Nasdaq progrediu 16,4%.

Uma coisa parece adquirida para os investidores na véspera de um discurso do presidente da Fed, Jerome Powell: "Não se veem simplesmente subidas de taxas de juro no horizonte, devido à inflação e à diminuição do ritmo da economia", salientou Bill Lynch, da Hinsdale Associates.

O enfraquecimento dos índices observado hoje ocorreu depois da divulgação de informações da comunicação social que davam conta de problemas nas negociações comerciais entre Washington e Pequim.

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, e o representante do país para o Comércio, Robert Lighthizer, vão deslocar-se a Pequim na próxima semana para fazerem progredir as negociações comerciais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório