Meteorologia

  • 21 ABRIL 2019
Tempo
20º
MIN 20º MÁX 21º

Edição

Chumbada recomendação do Bloco para criação de taxa turística em Loures

A Assembleia Municipal de Loures chumbou na quinta-feira à noite uma recomendação do Bloco de Esquerda (BE) que defendia a criação de uma taxa turística no concelho, alegando "pressões do turismo" nas zonas limítrofes com Lisboa.

Chumbada recomendação do Bloco para criação de taxa turística em Loures
Notícias ao Minuto

10:55 - 15/03/19 por Lusa

Política Assembleia Municipal

O documento foi rejeitado com os votos contra da CDU, do CDS-PP e do PAN, com as abstenções do PS e do PS e com o voto a favor do BE.

No texto da recomendação, a que a agência Lusa teve acesso, os bloquistas referiam que "o concelho de Loures começa a ser afetado, direta e indiretamente, pelos efeitos do crescimento da pressão turística na região de Lisboa", sobretudo nos territórios mais próximos do Aeroporto Humberto Delgado.

O texto acrescenta que, face a esse crescimento, que afeta sobretudo as localidades de Moscavide, Portela, Sacavém e Prior Velho, e à existência de unidades hoteleiras e de alojamento local, a autarquia deveria introduzir no próximo ano uma taxa turística para as dormidas, "nunca inferior a um euro".

No momento da discussão, a deputada municipal do Bloco de Esquerda Rita Sarrico argumentou que "a população do concelho de Loures não iria compreender que a autarquia desperdiçasse uma oportunidade de cobrar uma taxa que iria permitir reforçar a limpeza urbana e melhorar os transportes públicos", dando o exemplo dos municípios de Mafra e Cascais, que a aplicaram.

Já o deputado municipal socialista José Falcão classificou esta proposta como "populista e inútil", afirmando que o turismo no concelho de Loures "é residual".

No mesmo sentido, o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (CDU), ressalvou que o turismo no município "ainda está muito longe do desejável" e que "atribuir uma taxa de turismo neste momento significaria desincentivar o investimento turístico no concelho".

"As receitas seriam muito reduzidas e estaríamos a pensar nas coisas para Loures com a cabeça em Lisboa. Uma medida que poderemos pensar, por exemplo, será impedir a instalação de novos alojamentos locais em Moscavide", apontou o autarca.

Atualmente o município de Loures, no distrito de Lisboa, dispõe de duas unidades hoteleiras e de cerca de 80 alojamentos locais registados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório