Meteorologia

  • 25 MARçO 2019
Tempo
23º
MIN 20º MÁX 26º

Edição

Lucro da Audi sobe 0,9% em 2018 para 3.463 milhões de euros

A Audi anunciou hoje que o lucro cresceu 0,9% em 2018, para 3.463 milhões de euros, face a 2017, apesar do impacto negativo de quase 1.200 milhões de euros provocado, nomeadamente, pela crise do diesel ("dieselgate").

Lucro da Audi sobe 0,9% em 2018 para 3.463 milhões de euros
Notícias ao Minuto

11:57 - 14/03/19 por Lusa

Economia Fabricante

O resultado operacional antes de elementos extraordinários, ou seja, antes da contabilização de custos e proveitos resultantes de operações não correntes, foi de 4.705 milhões de euros, 6,9% superior ao registado um ano antes, refere a filial do grupo Volkswagen em comunicado.

A Audi refere ainda que, no período em análise, o lucro alcançado foi igualmente influenciado negativamente pelas dificuldades sofridas com a adaptação dos automóveis ao novo ciclo de emissões e consumos WLTP (Worldwide Harmonized Light Veihcle Test Procedure).

Trata-se de um teste laboratorial que introduz a componente de utilização dos veículos ligeiros em condições reais para fornecer aos consumidores dados sobre consumo e emissões o mais próximo daquilo que vão conhecer durante uma utilização real, acabando com as discrepâncias entre os valores homologados e aquilo que o computador de bordo indica após uma viagem.

Em 2018, a Audi aumentou a sua faturação em 0,9%, para 59.248 milhões de euros, apesar da envolvente "difícil" que se observou no mercado, segundo assinala no comunicado.

O resultado de exploração da Audi foi afetado negativamente em 1.176 milhões de euros pelo efeito extraordinário da crise do diesel, que compara com os 387 milhões registados em 2017.

Mesmo assim, a rentabilidade operacional sobre as vendas foi de 6%, face aos 7,8% um ano antes.

O novo presidente da Audi, Bram Schot, explicou, ao apresentar os resultados, que estão a "acelerar significativamente a transformação [da empresa]" e que o seu objetivo é voltar a ter uma nova marca numa companhia "eficiente, ágil e resistente ao 'stress'".

Entre janeiro e dezembro, a Audi vendeu 1.812.485 veículos em todo o mundo, menos 3,5% que em igual período do anterior.

As entregas caíram 13,9 % (693.330 unidades) no ano passado na Europa Ocidental, especialmente afetadas pela primeira fase da introdução do WLTP.

As vendas também diminuíram 1,4% (223.323) nos Estados Unidos, 1,8% no México e 12,2% no Brasil, enquanto a China foi a única região em que houve um acréscimo, na casa de 10,9%, para 663.049 unidades.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório