Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2019
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Avaliação bancária volta a subir. Está nos 1.226 euros por metro quadrado

O valor médio de avaliação bancária realizada no âmbito de pedidos de crédito para a compra de casa voltou a aumentar em janeiro.

Avaliação bancária volta a subir. Está nos 1.226 euros por metro quadrado

O valor médio de avaliação bancária foi de 1.226 euros em janeiro de 2019, mais seis euros que o observado no mês anterior, de acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pelo INE. Este valor representa um aumento de 0,5% relativamente a dezembro de 2018 e de 6,3% face ao mesmo mês do ano anterior.

Num comunicado, o Instituto Nacional de Estatística (INE) precisa que em janeiro o valor médio da avaliação dos apartamentos subiu para 1.288 euros por metro quadrado (m2), mais quatro euros do que em dezembro, enquanto o das moradias avançou para 1.125 euros, mais seis euros.

A nível regional, a maior subida para o conjunto da habitação registou-se no Alentejo (1,5%), tendo-se verificado a descida mais acentuada na Região Autónoma da Madeira (-1,3%), adianta o INE.

Em janeiro, e face ao mesmo mês de 2018, o valor médio das avaliações cresceu 6,3%, com um aumento de 6,9% para o dos apartamentos e de 5,6% para o das moradias.

A taxa de variação homóloga mais elevada para o conjunto das avaliações verificou-se no Algarve (10,5%) e a menor na Região Autónoma da Madeira (3,4%).

Em relação ao valor médio da avaliação bancária de apartamentos, de 1.288 euros/m2 em janeiro, o INE sublinha que o valor mais elevado foi observado na região do Algarve (1.597 euros/m2) e o mais baixo no Alentejo (1 014 euros/m2).

Comparativamente com dezembro de 2018, a Área Metropolitana de Lisboa apresentou a maior subida (0,9%) e a Região Autónoma dos Açores registou a maior descida (-6,0%).

Em termos homólogos, o Algarve apresentou o crescimento mais expressivo (10,3%) e a Região Autónoma dos Açores a única descida (-1,0%).

O INE indica ainda que o valor médio da avaliação para apartamentos T2 foi 1.301 euros/m2 (mais sete euros do que no mês precedente) e para os T3, outra das tipologias com mais avaliações realizadas, observou-se igualmente uma subida de sete euros, para 1.218 euros/m2.

No seu conjunto, estas tipologias representaram 83,3% das avaliações de apartamentos realizadas em janeiro.

Em relação às moradias, a avaliação bancária situou-se em 1.125 euros/m2 em janeiro, tendo os valores mais elevados sido observados no Algarve (1.600 euros/m2) e na Área Metropolitana de Lisboa (1.547 euros/m2), tendo o Centro registado o valor mais baixo (966 euros/m2).

Comparativamente com dezembro de 2018, o Alentejo apresentou o maior aumento (2,6%), enquanto na Região Autónoma da Madeira se registou a maior diminuição (-1,6%).

Em termos homólogos, o Algarve apresentou o maior crescimento (11,0%) e a Região Autónoma da Madeira o menor (2,8%).

Comparando com o mês anterior, o valor da tipologia T3 subiu nove euros, para 1.112 euros/m2, enquanto a moradia tipo T4 apresentou uma subida de dois euros, para 1.157 euros/m2.

Estas tipologias representaram 71,8% das avaliações de moradias no mês de janeiro.

O INE indica ainda que, de acordo com o Índice do valor médio de avaliação bancária, em janeiro, o Algarve, a Área Metropolitana de Lisboa, a Região Autónoma da Madeira, o Alentejo Litoral e a Área Metropolitana do Porto apresentaram valores de avaliação superiores à média nacional, respetivamente de 33%, 26%, 10%, 3% e 1%.

A região da Beira Baixa foi a que apresentou o valor mais baixo em relação à média nacional (-31%).

[Notícia em atualização]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório