Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Fitch corta rating do Montepio para B-

A Fitch desceu o 'rating' da dívida sénior não garantida do Montepio para B- devido à entrada em vigor da nova lei que reforça a proteção dos depósitos em caso de resolução ou falência.

Fitch corta rating do Montepio para B-
Notícias ao Minuto

19:28 - 26/02/19 por Lusa

Economia Banca

Em comunicado, a Fitch deu conta do corte na notação do banco de B+ para B- na "dívida sénior de longo prazo não garantida", mas não alterou o 'rating' em outros segmentos do banco.

Este tipo de dívida, muitas vezes nas mãos de bancos ou obrigacionistas, normalmente é a primeira a ter que ser reembolsada em caso de resolução ou falência, mas a legislação que está prestes a entrar em vigor determina outra hierarquia nos devedores.

O diploma, que é a transposição de uma diretiva europeia, estabelece uma "nova hierarquia de credores" que assegura "maior graduação à generalidade dos depósitos comparativamente com os restantes instrumentos financeiros, como por exemplo as obrigações, garantindo menor risco para os depositantes".

De acordo com a Fitch, o corte de 'rating' reflete o facto de a recuperação desta dívida sénior não garantida ser mais complicada em caso de "resolução ou liquidação" do Montepio devido à nova legislação.

Além disso, a agência cortou a Recovery Rating, uma categoria que se foca precisamente na expetativa de recuperação de uma dívida, de RR4 para RR6. Em causa está também a dívida sénior não garantida.

A agência assegura ainda que a estrutura de responsabilidades do Montepio está assente "essencialmente" em depósitos de clientes e outro tipo de financiamento garantido, sendo o recurso à dívida sénior não garantida e outro tipo de instrumentos do género "muito limitado nesta fase. Isso reduz automaticamente as perspetivas de uma recuperação para os detentores desta dívida numa resolução ou liquidação", explicou.

Em dezembro, a Moody's alertou para que com esta lei a futura insolvência de bancos poderá ser mais aparatosa e isso resultar em "'ratings' mais baixos para a dívida portuguesa sénior não garantida. Por isso a Moody's mudou o 'outlook' [nos bancos] para negativo nestes instrumentos, em muitos casos".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório