Meteorologia

  • 22 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 15º

Edição

Linha orçamental: “O mais importante é onde vamos utilizar o dinheiro”

Ministro português considerou, enquanto esta terça-feira presidente do Eurogrupo, que "estamos no bom caminho" na resolução dos problemas de competetividade e de convergência que existem na área do Euro.

Linha orçamental: “O mais importante é onde vamos utilizar o dinheiro”
Notícias ao Minuto

13:19 - 19/02/19 por Melissa Lopes 

Economia Mário Centeno

O presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, destacou esta terça-feira em Bruxelas a importância da criação de uma linha orçamental para a área do Euro. “Um instrumento orçamental para a convergência e para a competitividade”, destacou, considerando a decisão, tomada em dezembro, “crucial”. “É uma decisão que muda a dinâmica e a estrutura da área do Euro”, realçou Centeno.

Em declarações aos jornalistas, o ministro português das Finanças sublinhou que agora é o momento de “tratar dos detalhes” desse instrumento, passando esses detalhes por decidir “onde utilizar o dinheiro”.

“Com reformas, com investimento público, [decidir] como fazer a governação destas linhas orçamentais, que papel para o Eurogrupo, no contexto do quadro de financiamento plurianual, e finalmente que dimensão dar a este orçamento”, prosseguiu.

“É mais importante onde vamos utilizar o dinheiro e nem tanto a sua dimensão”, firmou ainda, reforçando que a decisão de criar a linha orçamental é uma mudança estrutural “que fica para o futuro”. “As outras decisões são mais transitórias – são importantes, temos que as abordar, mas não são as decisões mais importantes neste semestre”, defendeu.

Salientando que o Euro tem vindo a crescer, que os países da área da moeda única têm vindo a crescer e que o desemprego tem vindo a diminuir, Centeno frisou, porém, que “temos problemas de convergência e de competitividade, como todas as áreas monetárias".

E é justamente sobre esses problemas "que esta linha orçamental irá tratar e portanto estamos nesse sentido no bom caminho”, asseverou. 

Segundo Mário Centeno, que já havia discursado anteriormente sobre o assunto, este instrumento também "deve representar um valor acrescentado ao que já há hoje e aumentar a atratividade de pertencer à zona euro", e os seus "efeitos positivos irão encorajar os restantes Estados-membros a reforçar e acelerar os esforços para aderir à moeda única".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório