Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2021
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Crescimento da procura de petróleo diminui em 2019

O crescimento da procura de petróleo foi mais estável nos últimos anos, mas espera-se que diminua em 2019, defende um artigo do último boletim económico do Banco Central Europeu (BCE), publicado hoje.

Crescimento da procura de petróleo diminui em 2019
Notícias ao Minuto

12:50 - 07/02/19 por Lusa

Economia Economistas

No artigo, o economista do BCE Dominic Quint anaisa a evolução recente dos preços do petróleo e considera que a crescente procura nas economias emergentes e em desenvolvimento foi contrabalançada pela queda da procura nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Durante o último decénio, o consumo de energia na China foi o principal motor da procura mundial de petróleo.

"Dado que se estima que a atividade económica global se modere levemente em 2019, nos últimos meses a Agência Internacional da Energia reviu em baixa as previsões de crescimento da procura de petróleo e, por isso, os preços foram sujeitos a pressões adicionais, especialmente na segunda metade de dezembro", adianta o economista do BCE.

A longo prazo, a capacidade da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) para estabilizar os preços em torno dos preços desejados diminuiu.

Como ocorreu em 2014 e 2015 quando a OPEP reduziu os preços para expulsar do mercado de forma permanente a produção de petróleo não convencional dos Estados Unidos, mas não o conseguiu.

"A revolução do petróleo não convencional mudou a estrutura do mercado de petróleo", adianta Quint.

Agora, as estratégias da OPEP devem ter em conta a reação endógena dos produtores de petróleo não convencional.

A concorrência do petróleo não convencional pode reduzir a capacidade dos produtores tradicionais para pressionar a subida dos preços para níveis acima de um preço determinado em horizontes de longo prazo.

"Ao mesmo tempo, o processo de adaptação das estratégias da OPEP a esta nova concorrência introduziu certa volatilidade nos preços do petróleo nos últimos anos, também durante a segunda metade de 2018", defende Dominic Quint.

Os fatores de oferta foram os que mais contribuíram para a volatilidade observada recentemente nos preços do petróleo, enquanto a procura se manteve relativamente estável.

Os preços do Brent aumentaram desde o verão de 2017 e alcançaram um máximo de 86 dólares por barril no princípio de outubro de 2018.

Posteriormente, os preços do Brent registaram uma forte correção e no final do ano tinham caído cerca de 40%.

Quatro anos antes, em 2014, ocorreu uma correção similar.

Estes períodos de queda dos preços do petróleo costumam ser acompanhados por um grau elevado de incerteza.

O aparecimento do petróleo não convencional ("shale oil") nos Estados Unidos foi determinante na queda do preço do petróleo.

A contribuição dos Estados Unidos para a oferta agregada aumentou de forma significativa entre 2011 e o verão de 2014.

Em finais de 2014, os membros da OPEP modificarem a estratégia e abandonaram as quotas de produção para tentar recuperar mercado e, segundo alguns analistas, expulsar do mercado os Estados Unidos, exercendo pressões para que os preços do petróleo se situassem abaixo das margens de rentabilidade da produção de petróleo não convencional daquele país.

As medidas da OPEP só provocaram uma redução transitória da produção deste tipo de petróleo, e em finais de 2016 foi forçada a reconsiderar porque a preocupação com a procura mundial gerou novas descidas dos preços do petróleo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório