Meteorologia

  • 16 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Investimento transforma Convento dos Capuchos em Leiria em hotel

Um grupo de três empresários vai investir 4,5 milhões de euros na transformação do Convento dos Capuchos, em Leiria, num hotel de quatro estrelas, com 50 quartos, referiu hoje o Governo na assinatura do contrato de concessão.

Investimento transforma Convento dos Capuchos em Leiria em hotel
Notícias ao Minuto

16:38 - 06/02/19 por Lusa

Economia 4,5 milhões

A secretaria de Estado do Turismo e a secretaria de Estado da Defesa Nacional assinaram hoje o contrato de concessão do Convento de Santo António dos Capuchos, em Leiria, com um consórcio composto por António Luís Sampaio de Almeida, Carlos Martins Oliveira e Paulo José Pereira de Sousa.

O investimento total para a recuperação do edificado está estimado em 4,5 milhões de euros e a renda anual é de 40 mil euros, numa concessão para 50 anos.

O concessionário compromete-se a construir uma unidade hoteleira de 4 estrelas com 50 quartos, piscina e restaurante.

"O programa Revive identificou 33 imóveis do Estado que não estão a ser utilizados e quer colocá-los ao serviço da economia e do desenvolvimento dos vários territórios. Temos um património cultural notável que nos foi legado pelos nossos antepassados", adiantou o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira.

Em declarações aos jornalistas, o governante considerou que é "obrigação" do Estado "tratar bem" dos monumentos e "deixá-los melhor para as gerações vindouras".

"A capacidade que tivemos de identificar estes 33 imóveis, dos quais seis já têm contratos assinados e nove ainda estão com concursos abertos à espera do interesse dos investidores, significa que vamos conseguir transformar este património em oportunidade de emprego, de atracção de turistas e de valorização dos vários territórios", acrescentou.

O ministro Siza Vieira entendeu que esta é uma forma de voltar a dar utilização aos monumentos que estão abandonados e "até em ruína". "Aquilo que vamos fazer é preservá-los. É evidente que vão ter de se adaptar às novas funções que vão desempenhar, mas quando olhamos, por exemplo, para o Convento da Graça e percebemos que ao longo dos séculos sofreu tantas transformações para se adaptar a várias funções, temos que perceber que o património cultural é algo que vem do passado mas está vivo", disse ainda.

O governante destacou a importância de ser capaz "de, preservando os elementos essenciais da memória, conseguir adaptar os monumentos a novas funções".

O Convento de Santo António dos Capuchos tem origem em 1657, com elementos arquitetónicos típicos dos conventos capuchinos. Em 1770 foi alvo de obras de ampliação, altura em que foram acrescentados os corpos laterais e os portais barrocos. No século XIX foi alvo de novas obras de ampliação, que lhe conferiram a disposição atual, com o edificado em volta do claustro e do pátio, refere uma nota conjunta das secretaria de Estado do Turismo e secretaria de Estado da Defesa Nacional.

Com a extinção das ordens religiosas, em 1834, o convento ficou na posse do Estado, que o transformou em hospital militar em 1864. Foi restaurado em 1904 e encontra-se devoluto há vários anos, refere ainda o Governo.

Até ao momento foram colocados em concurso 16 imóveis no âmbito do Revive, estando neste momento a decorrer nove concursos públicos: Casa de Marrocos, em Idanha-a-Nova, Mosteiro de Arouca, em Arouca, Convento de São Francisco, em Portalegre, Quartel do Carmo, na Horta, Açores, Convento do Carmo, em Moura, Convento de Lorvão, em Penacova, Quinta do Paço de Valverde, em Évora, Castelo de Vila Nova de Cerveira e Quartel da Graça, em Lisboa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório