Meteorologia

  • 17 JANEIRO 2019
Tempo
MIN 9º MÁX 9º

Edição

Moody's será primeira agência a pronunciar-se sobre Portugal este ano

A Moody's será a primeira agência de 'rating' a falar sobre Portugal este ano, seguindo-se a Standard & Poor's (S&P) e a agência canadiana DBRS, enquanto a Fitch será a última a pronunciar-se sobre o país.

Moody's será primeira agência a pronunciar-se sobre Portugal este ano
Notícias ao Minuto

17:03 - 03/01/19 por Lusa

Economia Rating

De acordo com o calendário da atualização dos 'ratings' previsto para 2019, a Moody's irá pronunciar-se sobre Portugal no próximo dia 15 de fevereiro, prevendo-se uma segunda avaliação da situação económica e financeira do país mais uma vez, em 09 de agosto.

A S&P será a segunda das principais agências de notação financeira a olhar para Portugal, no dia 15 de março, e depois em 13 de setembro.

A agência de 'rating' canadiana DBRS irá pronunciar-se sobre a situação de Portugal em 5 de abril e depois em 04 de outubro.

E a última a olhar para Portugal será a Fitch, que fará a primeira revisão sobre o país no dia 24 de maio e a segunda revisão em 22 de novembro.

A Mooyd's tem uma nota de 'Baa3' para a dívida soberana de Portugal, tendo sido a última a retirar Portugal de um grau de especulação, ou 'lixo', em 12 de outubro de 2018, com uma perspetiva estável, quando já a S&P, a Fitch e a DBRS tinham colocado o país no patamar de investimento.

A Fitch e a DBRS avaliam, atualmente, a dívida pública portuguesa em 'BBB' com perspetiva "estável", enquanto a S&P atribui uma nota de 'BBB-' com perspetiva "positiva", o que reflete a possibilidade de uma melhoria na nota atribuída à capacidade de crédito de Portugal em breve.

Cada agência tem uma escala de notas. Para a S&P, Fitch e DBRS a melhor avaliação é 'AAA', enquanto a pior é 'D'. Já na escala da Moody's, a melhor nota é 'Aaa' e a pior é 'C'.

Desde 2013 que as agências de notação financeira passaram a ter de divulgar no final de cada ano o calendário para o ano seguinte, por imposição da diretiva 462/2013 da Comissão Europeia, que também dita que as atualizações dos 'ratings' [notações] soberanos devem ser publicadas a uma sexta-feira e apenas depois do fecho dos mercados, para reduzir os riscos de volatilidade e oscilações dos mesmos.

Contudo, as agências de rating podem desviar-se do calendário anunciado quando for necessário, fornecendo justificações detalhadas para qualquer desvio, não podendo estes tornar-se rotineiros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório