Meteorologia

  • 22 ABRIL 2019
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 21º

Edição

CP nega riscos de segurança e descarta ligação com demissão de diretor

Em causa está a decisão da CP de prolongar o ciclo de manutenção das Unidades Triplas Elétricas (UTE) que teriam de ser agora recolhidas às oficinas. A empresa rejeita ainda que a demissão do diretor que terá alertado para os riscos de segurança associados esteja relacionada com o facto de ter discordado da decisão da CP.

CP nega riscos de segurança e descarta ligação com demissão de diretor
Notícias ao Minuto

11:54 - 17/12/18 por Beatriz Vasconcelos 

Economia Ferrovia

A CP - Comboios de Portugal rejeita que o prolongamento ao ciclo de manutenção das Unidades Triplas Elétricas (UTE) coloque em causa a segurança dos passageiros, citando pareceres técnicos, bem como nega ainda que o diretor de material circulante da CP, José Pontes Correia, tenha sido demitido por não concordar com essa decisão

Ora, o Público noticia, na edição desta segunda-feira, que José Pontes Correia teria sido exonerado por se ter manifestado contra a decisão da administração de prolongar o ciclo de manutenção dos rodados das UTE em mais 300 mil quilómetros do que o previsto no programa de manutenção.

Face a esta notícia, a CP garante, em comunicado enviado às redações, que a "exoneração do diretor de material circulante da CP não tem qualquer ligação com tal decisão, mas, tão somente, com a não verificação de condições objetivas para o exercício da função", pode ler-se. 

Mas há mais. Segundo o mesmo jornal, José Pontes Correia alertou não só para os riscos dessa medida, como também para os critérios "pouco exigentes" que lhe estavam subjacentes. 

No entanto, diz a CP que a alteração aos ciclos de manutenção das UTE mereceu pareceres técnicos da Direção de Material Circulante da CP e, ainda, da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF). Ambos, foram "naturalmente concordantes", revela a empresa, acrescentando que "suportaram a decisão do Conselho de Administração da CP, tendo concluído que esta alteração não coloca em causa a segurança da operação ou dos passageiros".

As UTE, saliente-se, são responsáveis pelo serviço Tomar – Lisboa e pelos regionais das linhas do Norte, Beira Alta, Beira Baixa e ainda Figueira da Foz – Coimbra. Substituem também os Intercidades para Évora quando a CP não tem equipamentos para os realizar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório