Meteorologia

  • 23 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Greve Estivadores: Há acordo no porto de Setúbal

Negociações estão suspensas depois de obtido um acordo para a contratação de 56 pessoas. Mas sindicato mantém greve.

Greve Estivadores: Há acordo no porto de Setúbal
Notícias ao Minuto

16:12 - 30/11/18 por Notícias Ao Minuto com Lusa 

Economia Trabalho

Há 'fumo branca' a chegar do porto de Setúbal. De acordo com informação que está a ser avançada pela SIC Notícias, as negociações estão suspensas depois de ter sido obtido um acordo para a contratação de 56 pessoas.

As empresas que operam no porto de Setúbal e o sindicato chegaram a um acordo que, segundo adianta o ministério de Ana Paulo Vitorino, estabelece ainda uma aproximação ao valor dos salários reivindicados.

Apesar deste acordo, acrescenta a televisão de Carnaxide, o Sindicato dos Estivadores e da Actividade Logística (SEAL) mantém a greve dos estivadores, exigindo a resolução de problemas nos outros portos.

Cerca de 90 trabalhadores contratados ao turno, em Setúbal, pela empresa de trabalho portuário Operestiva, alguns há mais de dez e outros há mais de 20 anos, têm efetuado protestos contra a situação de precariedade, exigindo, sobretudo, um contrato coletivo de trabalho.

Paralelamente, está também a decorrer uma greve, dos estivadores afetos ao SEAL, ao trabalho extraordinário, que se vai prolongar até janeiro de 2019, em defesa da liberdade de filiação sindical.

Esta greve abrange os portos de Lisboa, Setúbal, Sines, Figueira da Foz, Leixões, Caniçal (Madeira), Ponta Delgada e Praia da Vitória (Açores).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório