Meteorologia

  • 20 JULHO 2019
Tempo
27º
MIN 24º MÁX 31º

Edição

Isabel Ucha é a nova presidente da Bolsa de Lisboa

O atual presidente Paulo Rodrigues da Silva abandonará o cargo no final deste ano.

Isabel Ucha é a nova presidente da Bolsa de Lisboa

O presidente da Bolsa de Lisboa vai abandonar a função no final deste ano e será substituído por Isabel Ucha, anunciou esta terça-feira a Euronext.

No documento, a que o Notícias ao Minuto e que foi entretanto divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), lê-se que  Isabel Ucha vai assumir, além do cargo de  CEO da Euronext Lisbon, funções de "presidente da Interbolsa e membro do managing board da Euronext N.V", com "início em 1 de janeiro de 2019".

Uma nomeação que terá ainda de ser sujeita "à nomeação formal pela assembleia-geral extraordinária da Euronext N.V".

Justifica a Euronext que esta decisão decorre da renúncia de Paulo Rodrigues da Silva ao cargo de presidente executivo da Euronext Lisbon, que cessará funções no final deste ano, para se dedicar a "projetos pessoais, no campo do empreendedorismo e da academia".

Isabel Ucha "ingressou na Euronext em 2007, desenvolvendo a atividade comercial e o desenvolvimento de produtos da empresa em Portugal, incluindo a criação do Centro de Tecnologia do Porto, e fortalecendo laços com instituições locais e nacionais ao longo da última década".

Antes ocupou cargos de "relevância" em entidades do sector público e privado, nomeadamente em consultoria e como chefe de emissões e mercados para o Gabinete de Gestão da Dívida Português (IGCP), trabalhando com a divisão da CMVM e como consultora económica para o primeiro-ministro.

[Notícia atualizada às 17h23]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório