Meteorologia

  • 21 ABRIL 2019
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Nissan afasta Ghosn da presidência da fabricante automóvel

Conselho de administração da empresa decidiu afastar o responsável, de acordo com o jornal janponês Nikkei, citado pelo Guardian.

Nissan afasta Ghosn da presidência da fabricante automóvel
Notícias ao Minuto

12:11 - 22/11/18 por Notícias ao Minuto com Lusa 

Economia Empresas

O conselho de administração da Nissan esteve reunido esta quinta-feira para decidir o futuro de Carlos Ghosn, depois de este ter sido detido por suspeitas de fraude fiscal. O grupo japonês aprovou por unanimidade a demissão de Carlos Ghosn do cargo de presidente, após a sua detenção por alegada má gestão financeira, indica um comunicado.

A decisão põe fim a um período de cerca de 20 anos de Ghosn como um dos grandes dirigentes industriais.

O presidente do grupo Nissan e da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi Motors, Carlos Ghosn, foi detido no início desta semana, em Tóquio, por alegada evasão fiscal.

O Conselho de Administração da Nissan reafirmou também o seu compromisso na aliança que une a empresa à Renault e confirmou que a parceria com o grupo automóvel francês "permanece intacta".

"Depois de ter passado em revista um relatório interno detalhado, o conselho votou por unanimidade o afastamento de Carlos Ghosn da presidência", indicou a Nissan num comunicado divulgado após quatro horas de reunião da administração, em Yokohama, nos arredores de Tóquio.

O Conselho de Administração da Nissan não apontou qualquer nome para a presidência interina, mas os trabalhos da reunião de hoje foram dirigidos por Hiroto Saikawa, que tem sido considerado o provável escolhido.

A fabricante automóvel confirmou, no início desta semana, com base em denúncias, uma "investigação interna nos últimos meses sobre conduta imprópria envolvendo o presidente Carlos Ghosn" e Greg Kelly, outro alto dirigente.

A Nissan deu informações ao Ministério Público do Japão e "cooperou plenamente com a investigação", o que continuará a fazer, acrescentou a empresa, que pediu desculpas aos acionistas.

Além de presidente do grupo Nissan Motor, Goshn é também o homem forte das duas empresas que compõem a aliança com a Nissan, a Renault e a Mitsubishi Motors, e é considerado o homem de negócios estrangeiro mais influente no Japão.

Ghosn chegou à Nissan em 1999 como presidente executivo para liderar a recuperação do fabricante, com sede em Yokohama, depois de ter oficializado uma aliança com a francesa Renault.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório