Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 14º

Edição

Portugal financia-se com taxas de juro ainda mais baixas

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) arrecadou, esta quarta-feira, 1.000 milhões de euros num leilão de dívida a curto prazo. As taxas de juro foram negativas mas ainda mais baixas do que as dos leilões anteriores comparáveis. Porém o montante arrecadado ficou abaixo do intervalo pretendido.

Portugal financia-se com taxas de juro ainda mais baixas
Notícias ao Minuto

11:09 - 21/11/18 por Beatriz Vasconcelos 

Economia Leilão

"Nestes leilões, as taxas foram ainda mais baixas do que nos últimos leilões comparáveis, de setembro de 2018 e a procura foi um pouco superior", refere Filipe Silva, diretor da gestão de ativos do Banco Carregosa, num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Neste leilão, saliente-se, o IGCP pretendia arrecadar um montante entre 1.250 e 1.500 milhões de euros, mas o montante final colocado situou-se nos 1.000 milhões de euros, abaixo do montante indicativo. 

Nos Bilhetes do Tesouro (BT) a seis meses, Portugal arrecadou um total de 350 milhões de euros, com uma taxa de juro de -0,369%. Já nos BT a 12 meses, o IGCP colocou 650 milhões de euros com uma taxa de juro de -0,327%.

Nos últimos leilões comparáveis, em 19 de setembro, Portugal colocou 1.400 milhões de euros, montante inferior ao máximo anunciado, de 1.500 milhões de euros, em Bilhetes do Tesouro a taxas de juro negativas, mas a subirem a seis e a 12 meses face aos anteriores leilões comparáveis.

Montante abaixo do previsto, mas procura superior

Apesar de o IGCP não ter colocado um valor dentro do montante indicativo isso não significa que tenha havido uma redução da procura, até pelo contrário. A procura nos BT a seis meses foi 2,63 vezes superior à oferta, ao passo que nos BT com maturidade a um ano foi de 2,64 vezes a oferta. 

De acordo com Filipe Silva, esta decisão por parte do IGCP prender-se-á com o facto de não necessitar de colocar o montante indicativo. 

"Mas curiosamente, o Tesouro não recolheu o montante pretendido, que se situava entre os 1.250 e os 1.500 milhões de euros, tendo-se ficado pelos mil milhões. Talvez o IGCP não tenha necessidade de ter colocado os montantes estimados."

[Notícia atualizada com mais informação às 11h28]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório