Meteorologia

  • 22 ABRIL 2019
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Indicadores de qualidade dos CTT? "São pouco fiáveis", diz a DECO

DECO revela que é urgente garantir medições anónimas e fiáveis, para que os consumidores conheçam o real desempenho dos CTT.

Indicadores de qualidade dos CTT? "São pouco fiáveis", diz a DECO
Notícias ao Minuto

11:00 - 20/11/18 por Notícias Ao Minuto 

Economia Operadora

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) considera que os indicadores de qualidade dos CTT devem "garantir medições anónimas e fiáveis, para que os consumidores conheçam o real desempenho dos CTT e sejam ressarcidos se os objetivos de qualidade fixados não forem atingidos". Isto acontece numa altura em que aumentam as reclamações sobre a operadora à DECO. 

"Encomendas que demoram meses a aparecer, contas que chegam no dia a seguir ao final do prazo para pagamento, cartas ou encomendas danificadas e atrasos na entrega de cartas urgentes são algumas queixas que chegam à nossa plataforma Reclamar", refere a associação. 

Por isso, defende a DECO que a medição dos indicadores de qualidade do serviço postal universal deve ser realizada por "uma entidade externa, independente dos CTT", o que começou a ser feito em 2016. Porém, a auditoria "demonstrou que não está garantida a independência do sistema de medição implementado".

Recorde-se que a Anacom aumentou o número de indicadores que o CTT têm de cumprir para 2019 e 2020. "A fixação de indicadores de qualidade e de objetivos de desempenho exigentes e, em simultâneo, de penalizações dissuasoras por incumprimento, são instrumentos essenciais para combater a degradação que se verifica. Mas de nada valerá se o sistema de medição não for fiável", pode ler-se. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório