Meteorologia

  • 26 OUTUBRO 2021
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Trabalhadores em greve na Amadora por salários em atraso

Os 119 trabalhadores da empresa de assistência e reparação de telemóveis SOS Mobile, em Alfragide, Amadora, estão hoje em greve, em protesto por terem três meses de salários em atraso.

Trabalhadores em greve na Amadora por salários em atraso
Notícias ao Minuto

12:31 - 30/09/13 por Lusa

Economia SOS

Em declarações à agência Lusa, Paulo Ribeiro, do Sindicato das Indústrias Elétricas do Sul e Ilhas explicou que a greve destes trabalhadores poderá repetir-se durante toda esta semana, caso a empresa não pague os salários em atraso.

“O patrão não dá perspetivas e os trabalhadores estão desesperados. Muitos deles já estão com muita dificuldade em pagar o passe para vir trabalhar”, contou.

Segundo Paulo Ribeiro, a empresa continua a ter trabalho e "a faturar" dinheiro e, por esse motivo, os trabalhadores entendem que não paga os salários "porque não quer".

“Eles insistem que não há dinheiro e que querem regularizar a situação, mas a verdade é que continua a haver bastante trabalho”, afirmou.

O sindicalista referiu que está agendada para sexta-feira uma reunião com a administração da SOS Mobile para discutir esta situação.

Além dos salários de julho, agosto e setembro, os 119 trabalhadores da SOS Mobile estão sem receber os subsídios de férias e de Natal relativos a 2012 e ainda de trabalho suplementar em dívida.

A Lusa tentou contactar a empresa, mas tal não foi possível até ao momento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório