Meteorologia

  • 24 MARçO 2019
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 23º

Edição

"Não existe por parte da AT qualquer recusa em fazer a correção do IMI"

Ministério das Finanças responde às notícias que dão conta que o Fisco não quer atualizar o valor de construção dos imóveis fixado pelo Governo.

"Não existe por parte da AT qualquer recusa em fazer a correção do IMI"
Notícias ao Minuto

12:08 - 29/10/18 por Notícias Ao Minuto 

Economia Fisco

Confrontado com a notícia de que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) estaria a impedir a atualização de um dos elementos que mais pesa sobre o valor do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), o gabinete do Ministério das Finanças nega esta acusação que parte da Associação Nacional de Proprietários (ANP). 

"Do enquadramento legal resulta claro que não existe por parte da Autoridade Tributária e Aduaneira qualquer recusa em fazer a correção do IMI no quadro do valor médio de construção por metro quadrado fixado para o ano de 2018 através da Portaria n.º 379/2017, de 19 de dezembro", pode ler-se num comunicado do gabinete do Ministério das Finanças, ao qual o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Em causa está a notícia avançada pelo Correio da Manhã, na edição desta segunda-feira, e que revela que o Fisco está a negar aos proprietários a correção de um dos elementos que mais agrava o valor do IMI, obrigando os proprietários a pagar um imposto mais elevado. 

De acordo com a portaria publicada pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, o valor de construção está fixado em 603 euros por metro quadrado. Em declarações ao mesmo jornal, a ANP diz, no entanto, que pela falta de atualização, há milhares de contribuintes que continuam a pagar o IMI com base no valor anterior, isto é, 615 euros por metro quadrado, o que resulta num imposto mais elevado. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório