Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
MIN 8º MÁX 8º

Edição

Aprovados quatro contratos de investimento no valor de 390 milhões

O Conselho de Ministros aprovou hoje quatro contratos fiscais de investimento, num total de 390 milhões de euros, apoiados com 38,4 milhões de euros, criando 377 novos empregos, três dos quais no interior do país.

Aprovados quatro contratos de investimento no valor de 390 milhões
Notícias ao Minuto

16:57 - 18/10/18 por Lusa

Economia Governo

Os contratos de investimento serão celebrados com as empresas Sociedade Coficab Portugal - Companhia de Fios e Cabos, Somincor -- Sociedade Mineira de Neves Corvo, LUSO FINSA -- Indústria e Comércio de Madeira e TMG - Tecidos Plastificados e Outros Revestimentos para a Indústria Automóvel.

No caso da Coficab Portugal, é atribuído um crédito fiscal em sede de IRC de 20% e isenção em sede do Imposto do Selo até ao montante máximo de 5,7 milhões de euros a um projeto avaliado em 38,1 milhões de euros.

Segundo a informação disponibilizada pelo Governo, este investimento irá promover a criação de 129 postos de trabalho até 31 de dezembro de 2022 e a sua manutenção, além dos atuais 492 empregos, até 31 de dezembro de 2026.

Já a Somincor - Sociedade Mineira de Neves Corvo beneficiará de um crédito fiscal em sede de IRC de 9% e de isenção em sede do Imposto do Selo até ao montante máximo de 16,7 milhões de euros para o seu investimento de 256,6 milhões de euros.

O projeto prevê a criação de 38 postos de trabalho até 31 de dezembro de 2021 e a manutenção de todos os postos até 31 de dezembro de 2027.

Quanto à LUSO FINSA -- Indústria e Comércio de Madeira, o investimento ascende a 49,5 milhões de euros e prevê a criação de 51 postos de trabalho até 31 de dezembro de 2021 e a sua manutenção, bem como a dos atuais 262 empregos, até 31 de dezembro 2026.

O contrato de investimento agora aprovado atribui-lhe um crédito fiscal em sede de IRC de 21% e uma isenção em sede do Imposto do Selo até ao montante máximo de 10,4 milhões de euros.

À TMG -- Tecidos Plastificados e Outros Revestimentos para a Indústria Automóvel é concedido um crédito fiscal em sede de IRC de 21% e isenção em sede do Imposto do Selo até ao montante máximo de 5,6 milhões de euros, estando em causa um investimento de 46 milhões de euros que cria 159 postos de trabalho até 31 de dezembro de 2021, e a sua manutenção, bom como dos atuais 411, até dia 31 de dezembro de 2025.

Segundo o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "entre os postos de trabalho que vão ser criados de novo e aqueles que se mantêm em unidades produtivas que aumentam a sua capacidade" está em causa um total de "cerca de 2.580" empregos.

"Gostava de salientar que três destes investimentos são realizados no interior do país, localizados em Castro Verde, em Nelas e na Guarda", disse, frisando que estes três projetos "representam 340 milhões de euros de investimento privado, com a criação de 326 postos de trabalho".

Considerando tratar-se de "um conjunto de investimentos com muito significado, particularmente para os territórios do interior do país", Siza Vieira destacou, ao nível de criação de emprego, o investimento de 38,1 milhões de euros realizado pela Coficab na Guarda, que permite a criação de 129 novos postos de trabalho.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório