Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Funcionários públicos recebem metade da progressão em janeiro

Os funcionários públicos que tiverem direito a progredir em 2019 vão receber metade do acréscimo salarial em janeiro, 75% em maio e 100% em dezembro, segundo a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) entregue hoje no parlamento.

Funcionários públicos recebem metade da progressão em janeiro
Notícias ao Minuto

01:00 - 16/10/18 por Lusa

Economia OE2019

De acordo com o documento, "o pagamento dos acréscimos remuneratórios a que o trabalhador tenha direito por via de situações ocorridas em 2018 ou que ocorram em 2019" será processado com o faseamento previsto para 2019 no orçamento de 2018.

Ou seja, metade do aumento relativo à progressão de 2019 será pago em janeiro, 75% do valor em 1 de maio e 100% em 1 de dezembro.

A proposta estabelece também que "os pontos ainda não utilizados que o trabalhador tenha acumulado durante o período de proibição de valorizações remuneratórias" serão considerados para a progressão.

As progressões são obrigatórias para os funcionários públicos que tenham obtido 10 pontos na avaliação de desempenho.

O documento permite ainda progressões na carreira por opção gestionária "dentro da dotação inicial aprovada para este mecanismo, com aplicação do faseamento previsto".

Volta também a ser permitida a atribuição de prémios de desempenho, "abrangendo preferencialmente os trabalhadores que não tenham tido alteração obrigatória de posicionamento remuneratório desde 1 de janeiro de 2018".

Para os prémios será usado metade "do valor regulamentado dentro da dotação inicial aprovada".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório