Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2018
Tempo
24º
MIN 23º MÁX 25º

Edição

Reguladores lançam concurso para ajudar 'fintech' a cumprir legislação

Os reguladores financeiros e a Portugal Fintech lançaram hoje o concurso FinLab para ajudar as empresas tecnológicas a perceberem se o seu negócio na área financeira cumpre os requisitos regulatórios, ajudando a acelerar a 'luz verde' para iniciarem operação.

Reguladores lançam concurso para ajudar 'fintech' a cumprir legislação
Notícias ao Minuto

14:23 - 10/09/18 por Lusa

Economia Portugal Fintech

Atualmente, para as empresas 'fintech' (empresas tecnológicas de serviços financeiros) é complexo e longo o processo de avaliação e autorização do seu negócio na área financeira, sobretudo porque muitas vezes é difícil perceberem o que têm de cumprir e o facto de haver três reguladores financeiros -- Banco de Portugal, Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF)-, numa área que é por vezes transversal a vários.

O objetivo do Portugal FinLab, ao unir os três reguladores, é ajudar as empresas tecnológicas que querem prestar serviços na área financeira a perceberem a regulação que têm de seguir na criação e desenvolvimento do seu negócio, antes de chegarem à fase de pedirem autorização formal para poderem operar.

"Para as empresas que querem fazer tudo bem feito, este canal de comunicação é muito importante", disse João Freire de Andrade, da Portugal Fintech, aos jornalistas após a assinatura do acordo com os três supervisores na sede do Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, em Lisboa.

A presidente da CMVM, Gabriela Figueiredo Dias, considerou que o que se está a fazer é também um trabalho de "educação financeira", uma vez que "a celeridade destes processos de autorização é tanto maior quanto maior a qualidade, o acabamento do projeto apresentado junto dos reguladores".

O administrador do Banco de Portugal Hélder Rosalino considerou que é importante que as empresas tenham contacto com os reguladores "num momento prévio à interação formal", quando pedem a licença para operar, uma vez que faz com que esse "processo de candidatura seja mais rápido".

Para terem acesso ao Portugal FinLab as empresas têm de se candidatar. Entre hoje (10 de setembro) e 07 de outubro decorre a primeira fase de candidaturas. Já a segunda fase de candidaturas ocorre entre 05 de novembro e 03 de dezembro. Em cada fase serão selecionadas cinco projetos.

As empresas selecionadas verão o seu projeto de negócio analisado e os reguladores irão dar o seu 'feedback', nomeadamente sobre os obstáculos regulatórios ao negócio ou os pontos críticos de implementação do projeto.

Contudo, este concurso não evita que as empresas tenham de seguir o processo normal de pedidos de autorizações aos reguladores, para que possam operar o novo negócio.

"O que vai oferecer é a oportunidade de ter uma visão conjunta, um aconselhamento regulatório", explicou o administrador do Banco de Portugal.

Por seu lado, o presidente do regulador dos seguros considerou que esta iniciativa será também importante para os reguladores, por lhes permitir interagir com os regulados e perceber os desafios com que se confrontam.

José Almaça considerou que as entidades supervisoras precisam cada vez mais de "se dotar de recursos e 'know-how' para acompanhar as supervisionadas" e recordou que no setor segurador há cada vez mais inovação tecnológica, através das 'insurtech'.

O responsável do Portugal Fintech, João Freire de Andrade, afirmou que no Reino Unido, onde já foi feita uma iniciativa semelhante, 70% dos projetos eram de 'fintech' novas e 30% de empresas já existentes mas que queriam lançar um negócio novo. Entre os negócios, o destaque em Inglaterra foram na área de 'blockchain' (tecnologia que permite guardar dados de forma descentralizada) e utilização de inteligência artificial, acrescentou.

Em Portugal, há 40 'fintech' baseadas no país, mas nem todas trabalham para o mercado português, disse ainda Freire de Andrade.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório