Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2018
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Semapa expressa pesar por morte de "referência" no meio industrial

O Conselho de Administração da Semapa expressou hoje o "mais profundo pesar" pela morte do empresário Pedro Queiroz Pereira, que classificou como uma "referência" no meio industrial, em informação remetida ao mercado.

Semapa expressa pesar por morte de "referência" no meio industrial
Notícias ao Minuto

14:11 - 19/08/18 por Lusa

Economia Queiroz Pereira

"O Conselho de Administração da Semapa expressa, com muita tristeza, o seu mais profundo pesar pelo falecimento de Pedro Mendonça de Queiroz Pereira, principal acionista do grupo e presidente do Conselho de Administração", lê-se no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

De acordo com a Semapa, o empresário foi "uma referência" no meio industrial, com "raras qualidades humanas e profissionais e um notável espírito empresarial".

A empresa destacou ainda "o estilo único de liderança" de Queiroz Pereira, que foi pautado por uma "gestão de rigor, que permitiu expandir e internacionalizar de forma sustentável" o grupo.

"Mais do que um património, Pedro Queiroz Pereira deixa [...] força numa estrutura empresarial [...], mas principalmente valores como coragem, independência, frontalidade e honestidade, com que sempre geriu as suas empresas e que deixa como legado a todos os mais de 6.000 colaboradores da Semapa e das suas participadas Navigator, Secil e ETSA", concluiu.

O empresário Pedro Queiroz Pereira, um dos mais importantes de Portugal, dono da Navigator (antiga Portucel) e da cimenteira Secil morreu este sábado, aos 69 anos.

Segundo a revista Exame, era detentor de uma fortuna avaliada em 779 milhões de euros (em conjunto com a mãe), o que fazia dele o sétimo mais rico do país.

Acionista maioritário do grupo Semapa, proprietário da Navigator, mas também da cimenteira Secil e de negócios na área do ambiente e da energia.

Pedro Queiroz Pereira frequentou o curso geral dos liceus em Lisboa e o Instituto Superior de Administração, tendo entre 1975 e 1987 residido no Brasil, período durante o qual exerceu cargos de administração em diversas sociedades das áreas da indústria, comércio, turismo e agricultura, tal como referido no relatório de Governo da Sociedade da The Navigator Company de 2017.

Após regressar a Portugal, o empresário continuou a exercer cargos de administração em várias sociedades lideradas pela família Queiroz Pereira.

Em 1995, altura em que a família passou a estar ligada à indústria cimenteira, tornou-se presidente do Conselho de Administração da Secil e da Semapa, tendo também, nesta última, desempenhado funções como presidente executivo.

Desde 2004, exerceu funções no Conselho de Administração da Navigator.

Em julho de 2015, deixou a presidência executiva da Semapa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório