Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
MIN 7º MÁX 7º

Edição

Frutalmente fatura mais de 4 milhões e prevê subida de 50% na produção

A Frutalmente, organização de produtores, registou em 2017 mais de quatro milhões de euros de faturação e prevê que este ano a produção atinja 4.500 toneladas, mais de 50% do que no período homólogo.

Frutalmente fatura mais de 4 milhões e prevê subida de 50% na produção
Notícias ao Minuto

15:21 - 17/08/18 por Lusa

Economia Resultados

"A Frutalmente prevê produzir 4.500 toneladas de fruta em 2018, um aumento de mais de 50% em comparação com o ano anterior. Além do crescimento de 30% da produção de uva de mesa, a produção de fruta de caroços e figos aumentou de 500 toneladas para perto de 1.500 toneladas", disse, em comunicado, a organização.

A marca Dona Uva representa 70% da produção da Frutalmente, prevendo quadruplicar a área de produção de uvas de mesa para 280 hectares até 2022.

Fundada em 2012, a Frutalmente conta com perto de 300 hectares de produção, mais 30% do que em 2017, e tem como acionistas 19 produtores das regiões do Ribatejo, Oeste e Alentejo.

Além da uva de mesa, a organização produz e vende alperces, ameixas, pêssegos, maçãs, romãs, pera rocha, diospiros, figos e bagas goji.

"Acreditamos que há espaço para um aumento da produção nacional e para colocar mais fruta portuguesa no mercado", indicou o diretor executivo da organização, Mário Rodrigues.

Até 2022, a Frutalmente quer investir cerca de quatro milhões de euros em infraestruturas, como armazéns, sistemas de frio e calibradores, bem como no aumento da área de produção.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório