Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 28º

Ryanair tem de compensar passageiros mesmo em caso de greve

O Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) decidiu que as companhias aéreas devem compensar os passageiros afetados por atrasos e cancelamentos de voos, mesmo que as perturbações sejam causadas por greves de pessoal, lembra a AirHelp.

Ryanair tem de compensar passageiros mesmo em caso de greve
Notícias ao Minuto

14:30 - 25/07/18 por Notícias ao Minuto

Economia AirHelp

Depois de a Ryanair ter dito que as compensações não se aplicam nesta situação, em que os voos foram cancelados devido a greve, a AirHelp anunciou que as leis não estão sujeitas a uma escolha seletiva.

“Até este ano, as greves das companhias aéreas eram consideradas uma circunstância extraordinária que isentava as companhias aéreas do seu dever de pagar indemnizações”, mas o “TJUE deliberou que mesmo uma greve ilegal não constitui um evento extraordinário”, explica Christian Nielsen, chefe do departamento jurídico da AirHelp, num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso.

Em causa está uma resposta escrita enviada à agência Lusa, na qual a Ryanair explica que “a compensação segundo a normativa EU261 [na qual se enquadra a indemnização após atrasos de três horas] não é aplicada nesta situação".

Isto porque as "greves sindicais estão consideradas circunstâncias extraordinárias, fora do controlo da companhia aérea", justifica a companhia aérea, contrariamente ao que afirma a AirHelp.

De acordo com a empresa especializada nos direitos dos passageiros aéreos, “as companhias devem compensar os seus passageiros em montantes até 600 euros por pessoa se estes foram afetados por atrasos e cancelamentos nos voos causados por greves de pessoal da companhia”, explica.

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório