Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Vai comprar um carro? Preço pode aumentar até 2.500 euros em setembro

A partir de setembro, com a adoção do novo ciclo de medição das emissões poluentes, o mercado automóvel pode sofrer um aumento de 10%, de acordo com a DECO.

Vai comprar um carro? Preço pode aumentar até 2.500 euros em setembro
Notícias ao Minuto

08:06 - 17/07/18 por Beatriz Vasconcelos 

Economia DECO

O mercado automóvel pode sofrer um aumento de 10% a partir de setembro com a adoção da nova norma de emissões poluentes, alerta a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO). Em causa está a adoção do novo ciclo de medição das emissões poluentes WLTP - teste global harmonizado para veículos ligeiros - na homologação dos carros.

De acordo com a associação, no top dos 50 carros mais vendidos “estima-se um aumento de 93 euros a 2.520 euros de imposto sobre veículos”.

É uma boa altura para comprar?

Como as marcas sabem que esta atualização levará a uma subida dos preços têm existido, nas últimas semanas, várias campanhas publicitárias, por parte das fabricantes automóveis, para incentivar à compra de carros.

“Algumas marcas tentam convencer os consumidores de que este é o momento certo para poupar. A aplicação direta das tabelas de imposto resultará no aumento significativo dos preços”, destaca a DECO.

Ora, de acordo com a associação, em causa está um aumento de 10%, mediante uma análise ao imposto sobre veículos e ao imposto único de circulação para os carros mais vendidos.

“O impacto será imediato: aumento de 93 euros a 2.520 euros de ISV para os carros do top 50 das vendas. A partir de janeiro de 2019, caso nada mude, o aumento pode ser colossal e, segundo estudos internacionais, disparar para 15% a 25% em relação ao preço atual. Em 2019, no Peugeot 208 1.2 Puretech Style a gasolina, a fatura final aumenta de 324 a 932 euros. Já para o Mercedes GLC 250 4-Matic a gasóleo, o aumento no preço final será de 3921 a 6773 euros”, explica.

Ainda assim, a recomendação da DECO é que não se deixe pressionar “pela onda de descontos e promoções antes da carga de impostos”.

Recorde-se que o novo método de medição entra em vigor a 1 de setembro e que a introdução do ciclo WLTP na homologação terá como resultado a publicação oficial por parte das marcas dos “valores mais realistas de consumos e emissões poluentes para todos os carros”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório