Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2018
Tempo
33º
MIN 30º MÁX 36º

Edição

Trabalhadores das limpezas industriais estão hoje em greve

Os trabalhadores do setor da limpeza industrial estão hoje em greve e manifestam-se em Lisboa, em defesa de aumentos salariais e pela manutenção de direitos adquiridos.

Trabalhadores das limpezas industriais estão hoje em greve
Notícias ao Minuto

06:40 - 22/06/18 por Lusa

Economia setor

O dia de luta foi convocado pelo Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza e Atividades Diversas (STAD), filiado na CGTP, depois de a última reunião de conciliação no Ministério do Trabalho, realizada em 16 de maio, ter sido infrutífera.

O STAD queixa-se de que a associação patronal se recusa a negociar a revisão do Contrato Coletivo, com a intenção de o fazer caducar, levando a perda dos direitos nele consignados.

A paralisação decorre entre as 00:00 e as 24:00 e abrange todos os locais de trabalho e, segundo o sindicato, deverá ter maior incidência nos hospitais, transportes (aeroportos, comboios, metropolitanos), grandes superfícies e instalações fabris.

O STAD prevê também uma elevada participação na manifestação marcada para a capital, dado que estão reservados 20 autocarros para trazer a Lisboa trabalhadores de todo o país, que pretendem participar no desfile que decorrerá ao início da tarde entre o Parque Eduardo VII e a sede da associação empresarial do setor.

A manifestação contará com a participação do secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos.

Os trabalhadores das limpezas industriais reivindicam, no âmbito da revisão do Contrato Coletivo, o aumento dos salários para um mínimo de 600 euros, retroativo a janeiro, e a manutenção de direitos como o subsídio de trabalho noturno ou ao domingo.

A última revisão do Contrato Coletivo de Trabalho (CCT) ocorreu em 2004 e desde então os trabalhadores têm tido apenas o aumento aplicado ao Salário Mínimo Nacional (SMN), o que fez com que os diferentes escalões e categorias profissionais que compunham a tabela salarial do setor fossem absorvidos pelo valor do SMN.

Segundo o STAD, em 2004 os salários do setor variavam entre os 402 euros, do trabalhador de limpeza, e os 590 euros, da supervisora geral, mas atualmente quase todos os trabalhadores ganham os 580 euros do SMN, ficando de fora apenas a supervisora geral.

Os trabalhadores reivindicam ainda um subsídio de refeição de cinco euros por dia, porque consideram insuficiente o atual subsídio de 1,80 euros.

No setor das limpezas industriais trabalham cerca de 35.000 trabalhadores, maioritariamente mulheres, distribuídos por cerca de 3.000 empresas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório