Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2018
Tempo
23º
MIN 20º MÁX 26º

Edição

Moscovici: Portugal está na boa direção mas há desequilíbrios a corrigir

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, considerou hoje que a economia portuguesa continua, em termos gerais, "na boa direção", mas advertiu que subsistem desequilíbrios que é necessário corrigir através da implementação de reformas.

Moscovici: Portugal está na boa direção mas há desequilíbrios a corrigir
Notícias ao Minuto

12:16 - 23/05/18 por Lusa

Economia Moscovici

"Portugal, como todos sabemos, está a crescer de forma robusta, as suas finanças públicas estão a melhorar de forma vincada e o desemprego está a descer de modo constante. Em março, concluímos que Portugal já não experimenta desequilíbrios macroeconómicos excessivos. No entanto, continua a enfrentar fontes de desequilíbrios importantes, entre as quais se contam níveis elevados de dívida externa, privada e pública, vulnerabilidades no setor bancário e segmentação do mercado de trabalho", declarou.

Moscovici, que se pronunciava sobre Portugal na conferência de imprensa de apresentação do "pacote de primavera do semestre europeu", no quadro do qual Bruxelas emitiu recomendações específicas aos Estados-membros, sublinhou que Portugal "deve consolidar as recentes tendências positivas na redução do défice e dívida, e é recomendável que o país garanta que a taxa de crescimento nominal da despesa pública primária líquida não ultrapasse 0,7% em 2018, o que corresponde a um ajustamento estrutural anual de 0,6% do PIB".

Segundo o comissário, tal pode ser alcançado reforçando o controlo da despesa e assegurando uma despesa pública mais eficiente sobretudo no sistema de saúde.

Por fim, Pierre Moscovici comentou que, em virtude de as reformas levarem o seu tempo, "é normal que alguns compromissos ainda estejam por implementar", mas admitiu que, "noutros casos" -- sem precisar quais -, "a Comissão tem preocupações com o ritmo dos progressos".

"Basicamente, as coisas estão na boa direção, mas alguns desequilíbrios ainda têm que ser corrigidos, através da prossecução do esforço de reformas", concluiu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.