Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2018
Tempo
24º
MIN 23º MÁX 25º

Edição

Lucro da Efacec sobe 75% para 7,5 milhões em 2017

O lucro da Efacec Power Solutions (EPS) cresceu 75% em 2017, para 7,5 milhões de euros, face ao ano anterior, consolidando os resultados positivos de 2016 e que marcaram o regresso aos lucros pela primeira vez desde 2012.

Lucro da Efacec sobe 75% para 7,5 milhões em 2017
Notícias ao Minuto

12:33 - 17/05/18 por Lusa

Economia Resultados

Em 2016, o resultado líquido consolidado da Efacec tinha ascendido a 4,3 milhões de euros, refere a empresa em comunicado divulgado hoje.

No ano passado, o grupo apresentou um EBITDA (lucro antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) de 35,9 milhões de euros, mais um milhão do que no ano anterior.

As encomendas cifraram-se em 496,7 milhões de euros no ano passado, superior em 22% ao registado em 2016, enquanto as receitas ficaram em linha com as do ano anterior, totalizando 431,7 milhões de euros.

O presidente da administração da EPS, Mário Leite da Silva, afirmou que estes resultados indicam que "o ano de 2017 confirmou a competitividade e sustentabilidade da Efacec, após o regresso aos resultados positivos em 2016, credibilizando a promessa da marca: "empowering the future".

Já o presidente executivo, Ângelo Ramalho, disse que "ao longo de 2017, a Efacec confirmou o seu posicionamento, não apenas de empresa virada para o futuro, mas como 'player' ativo na construção desse futuro, acentuando o compromisso com o investimento em inovação de base portuguesa".

Em 2017, a margem de Ebitda foi de 8,3% em relação às receitas, contra 8,1% do ano anterior.

"O maior contributo para este crescimento foi dado pelas Unidades de Aparelhagem de Média Tensão, Automação, Energia e Transportes", lê-se no comunicado, que refere ainda que o mercado internacional continuou a ter uma importância crescente no negócio, ao representar 78% das receitas e 80,3% das encomendas, respetivamente.

Os mercados estratégicos como a América do Norte, Europa do Norte, França, Magrebe e o Médio Oriente viram reforçada a sua importância no portefólio deste grupo empresarial.

Nos mercados mais tradicionais, como Portugal, Angola, Reino Unido e Leste da Europa, registaram-se, contudo, ligeiras quebras.

Em 2017, entrou em atividade uma nova fábrica de mobilidade elétrica localizada na Maia (Porto) que vai permitir aumentar a capacidade anual de produção para 3.800 carregadores rápidos, com possibilidades de expansão até 9.000 unidades, e criar mais 340 postos de trabalho até 2025.

"É desta fábrica que sairão os carregadores ultrarrápidos para veículos elétricos do projeto Electrify America, nos Estados Unidos", refere.

A Efacec foi selecionada para integrar o grupo restrito de fornecedores deste projeto e que serão responsáveis pela entrega de um volume superior a 2.000 equipamentos a instalar em 484 localizações em território norte-americano.

Na primeira fase do projeto, a empresa portuguesa é responsável pela entrega de 300 estações de carregamento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.