Meteorologia

  • 22 JUNHO 2018
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 22º

Edição

Orlando Sá: O ídolo belga que quer deixar os asiáticos de olhos em bico

Depois da estreia de sonho pelo Henan Jianye, o internacional português conversou com o Desporto ao Minuto e revelou as primeiras sensações da aventura chinesa.

Orlando Sá: O ídolo belga que quer deixar os asiáticos de olhos em bico
Notícias ao Minuto

07:15 - 13/03/18 por Fábio Aguiar

Desporto Orlando Sá

Feliz e com a certeza de que tomou a melhor decisão para a sua carreira. É este o sentimento de Orlando Sá uma semana depois de abraçar a aventura chinesa. Na estreia pelo Henan Jianye, o internacional português foi decisivo e apontou o golo que valeu a vitória (1-0) sobre o Tianjin Teda. Passada uma semana em terras asiáticas, o avançado, de 29 anos, conversou com o Desporto ao Minuto e revelou as primeiras sensações desta nova etapa.

"Estou muito feliz com a minha estreia, golos e os primeiros pontos, trouxe-me confiança para esta longa e complicada caminhada. Fez-me lembrar a estreia pelo Standard de Liège por isso espero que seja um bom prenúncio", referiu o jogador, em declarações ao nosso site, explicando: "É um clube estável e organizado. A nível de centro de treinos e facilidades, estamos acima da média comparando com outros clubes que disputam a Super Liga Chinesa. Mas claro, com as condicionantes esperadas de uma Liga tão longe da Europa."

Apesar da mudança de realidade, Orlando Sá não poderia estar mais satisfeito. A adaptação "está a ser mais fácil do que o esperando" e até a comida... agrada. "A verdade é que não desgosto! O clima é melhor que em Liège e o facto de já ter jogado em diferentes países ajuda a facilitar a integração. O mais complicado foi talvez a questão do Jet-Lag, nos primeiros dias... Aqui são mais 8h que em Portugal. A vida na China, bem, viver aqui tem sido uma experiência engraçada, Todos os dias vejo coisas diferentes, umas boas outras nem por isso, mas é como em todo lado. Tal como disse anteriormente, tenho tido uma boa adaptação. Só mesmo as saudades da família e amigos que é mais difícil de lidar."

Nestes primeiros tempos, Orlando Sá tem desfrutado de todo o apoio necessário. Além de um motorista, que se mantém sempre ao dispor de cada jogador estrangeiro e que funciona como tradutor, o português tem sentido uma enorme espírito hospitaleiros dos chineses e nem a língua tem sido uma barreira. "A comunicação com a equipa técnica é bastante fácil, pois todos falam inglês e alguns deles até mesmo espanhol e francês. Com os meus colegas é um bocadinho diferente, pois são poucos os que falam inglês", contou, entre risos, admitindo que "as saudades da gastronomia portuguesa" são o maior obstáculo.

Um verdadeiro poliglota

Depois de Inglaterra, Chipre, Polónia, Israel e Bélgica, a China é o último país a reforçar o estatuto de globtrotter de Orlando Sá. "O distrito de Henan é o mais populoso da China, com 100 milhões de pessoas, dez vezes mais que a população portuguesa. Acho que dá para ter uma pequena noção... ou talvez não. É impossível comparar com qualquer parte de Portugal. Já fui jantar fora sem tradutor e correu tudo bem. Aqui não podemos conduzir por isso temos um motorista disponível ou então vai mesmo de táxi. Acho que é uma questão de criar rotinas, conhecer os sítios adequados e que mais me agradam, mas confesso que passo bastante tempo no hotel", confessou o atacante.

Notícias ao MinutoOrlando Sá apontou 30 golos em época e meia no Standard Liège.© Facebook

Duas princesas a chamar pelo herói

Se a proposta irrecusável levou Orlando Sá a aceitar deixar o Standard Liège, clube onde se tornou ídolo, as mais de 15 horas de voo deixam o internacional português com uma sensação de nostalgia sempre que se fala do tema... família. "O campeonato para por causa do Mundial, dia 18 maio e, provavelmente, até lá irei ficar sozinho. Tenho duas filhas (6 meses e 2 anos) e não seria uma mudança fácil e rápida de se fazer. As saudades apertam", admite, revelando que o objetivo do Henan Jianye "passa pela manutenção". "Queremos fazer um campeonato tranquilo. A nível individual, os avançados vivem de golos e a minha carreira tem sido feita de golos. O objetivo é sempre a superação. Se conseguisse alcançar os dois, seria perfeito. No entanto, tenho noção das dificuldades, pois a nível desportivo é um projeto com objetivos bem diferentes dos que tive anteriormente", frisou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.