Meteorologia

  • 15 AGOSTO 2018
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Os números que sustentam a decisão do Watford em despedir Marco Silva

Fomos analisar o rendimento dos hornets antes e depois da suposta cobiça do Everton no técnico e, coincidência ou não, a verdade é que após as notícias começarem a circular, os resultados... passaram a ser menos favoráveis.

Os números que sustentam a decisão do Watford em despedir Marco Silva
Notícias ao Minuto

12:15 - 21/01/18 por Fábio Aguiar 

Desporto Estatística

A notícia caiu como uma 'bomba' este domingo em Inglaterra e, sobretudo... em Portugal. O Watford decidiu despedir Marco Silva, alegando que "a abordagem injustificada de um rival da Premier League pelos seus serviços" terá "deteriorado de forma significativa o foco e os resultados". Ora, esse suposto aliciamento a que os hornets se referem pertence ao Everton. O técnico português começou a ser apontado como possível sucessor de Ronald Koeman a meio de outubro, pouco antes do holandês deixar mesmo o comando dos toffees.

De acordo com informações veiculadas pela imprensa inglesa na altura, Marco Silva chegou mesmo a motivar uma espécie de discórdia dentro do emblema de Liverpool, que, apesar disso, acabou por apresentar Sam Allardyce. Contudo, o 'fantasma' do treinador luso continuou a pairar em Godinson Park, algo que, segundo o comunicado, tem afetado os resultados equipa do Watford. 

O Desporto ao Minuto foi analisar o rendimento dos hornets antes e depois da suposta cobiça do Everton no técnico e, coincidência ou não, a verdade é que depois das notícias começarem a circular na comunicação social, os resultados... passaram a ser menos favoráveis.

Vejamos: A contestação a Ronald Koeman ganhou fortes contornos nos primeiros dias de outubro. A goleada (2-5) sofrida em casa aos pés do Arsenal foi a gota de água para os responsáveis dos toffees, que demitiram o holandês e intensificaram o interesse em Marco Silva. Até aí, o Watford tinha somado quatro vitórias, dois empates e três derrotas, num total de nove jogos em provas oficiais, que chegou a permitir à equipa ocupar o 4.º lugar da Premier League.

Depois da saída do antigo treinador do Benfica de Godinson Park, cresceu a indefinição em torno do futuro de Marco Silva. A imprensa britânica sublinhava a intenção do clube de Liverpool de contratar o português, mas este sempre se manteve fiel ao seu profissionalismo, chegando a garantir que estava "100% focado no Watford”.

No entanto, obviamente sem colocar em causa o empenho e a dedicação do técnico de 40 anos, o que é certo é que a equipa quebrou e desde aí até então o saldo é claramente mais desfavorável do que antes: quatro vitórias, dois empates e 11 derrotas em 17 partidas realizadas. Embora Marco Silva e os dirigentes tenham sempre apontado a manutenção na Premier League como o grande objetivo, esta decadência motivou o atraso em relação aos lugares cimeiros da tabela. Os hornets desceram à 10.ª posição atual e atravessaram, entre 28 de novembro e 26 de dezembro, a pior fase da temporada: seis jogos sem vencer - cinco derrotas e apenas um empate (1-1, na receção ao Tottenham).

Razão ou apenas mera coincidência, certo é que a ligação entre Marco Silva e o Watford terminou este domingo. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.