Meteorologia

  • 22 MAIO 2018
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 14º

Edição

Benfica - Não perca os últimos golos e lances polémicos

Mais vídeos

A Terra gira à volta do Sol e a Europa em torno de Jonas

Com os dois golos apontados na vitória frente ao Chaves, o avançado brasileiro tornou-se o máximo goleador das Ligas europeias com 23 golos, mais três que Immobile, Harry Kane e Cavani.

A Terra gira à volta do Sol e a Europa em torno de Jonas
Notícias ao Minuto

08:18 - 21/01/18 por Ricardo Santos Fernandes

Desporto Análise

O Benfica venceu este sábado o Desportivo das Chaves por 3-0 num jogo relativo à 19.ª jornada da Liga portuguesa. Na antevisão deste encontro, Rui Vitória sublinhou que desconhecia os limites do Benfica. E a pergunta que se faz, após mais um triunfo das águias, é: E alguém conhece os limites de Jonas?

Mais uma vez o artilheiro da Luz foi o melhor abono da família do tetracampeão. Dois golos de Jonas desbloquearam o nulo. Golos a que se juntam números ‘arrepiantes’. Além de ser o máximo goleador do campeonato com 23 remates certeiros, já é o melhor marcador das Ligas europeias, superando Immobile (Lazio), Harry Kane (Tottenham) e Cavani (PSG), os três com 20 tentos.

Até onde pode voar o avançado de 33 anos que já é o 9.º melhor marcador estrangeiro da Liga portuguesa, num ranking liderado por Jardel. Uma questão de difícil resposta. A verdade é que já todas as equipas do campeonato provaram do ‘veneno’ de Jonas e esta época só em duas jornadas não fez balançar as redes adversárias.

A pressão encarnada, os nervos de António Filipe e os conhecimentos de Rui Vitória

Redes essas que balançaram cedo na tarde/noite deste sábado: logo aos 13 minutos, o senhor de quem tanto falamos disparou um ‘míssil’ para o canto superior esquerdo da baliza de António Filipe. Uma ‘obra de arte’ com assistência primorosa de Krovinovic.

Seis minutos depois bastaram para o marcador voltar a mexer: novamente por Jonas, desta feita com assistência de Salvio. A entrada galopante do Benfica deixou o Chaves agarrado às cordas. Os médios do Benfica não deixaram o meio-campo transmontano pensar o jogo e os conhecimentos de Rui Vitória foram determinantes.

Afinal, o técnico dos encarnados conhece bem o guarda-redes António Filipe, dos tempos em que o orientou no Paços de Ferreira, e aproveitou o facto do guardião ser esquerdino para explorar as lacunas do guardião do Chaves.

Na baliza tremeu e muito o jogador de 32 anos que no início da segunda parte voltou a ficar muito mal da fotografia, após o golo do transmontano Pizzi que rematou ainda fora da grande área, ficando a ideia de que António Filipe podia ter feito melhor.

Os encarnados ampliaram a vantagem, graças a mais uma assistência de Cervi. O argentino já é o máximo servidor do campeonato, a par de Brahimi, Alex Telles e Ricardo Esgaio, todos com seis.

Com esta vitória o Benfica mantém o terceiro lugar, mas agora mais perto do leão. Um ponto separa-o do eterno rival da Segunda Circular, já do FC Porto mantém a distância de dois pontos. 

Benficavs.Desp. Chaves
13Remates9
56Posse de bola44
16Faltas cometidas8
8Cantos2
0/0Cartões amarelos/vermehos0/0

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.