Meteorologia

  • 21 ABRIL 2018
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

FC Porto - Não perca os últimos golos e lances polémicos

Mais vídeos

Na loja do mestre André, Danilo embalou o Dragão para os ‘quartos’

FC Porto é a sétima equipa a qualificar-se para os quartos de final da Taça de Portugal.

Na loja do mestre André, Danilo embalou o Dragão para os ‘quartos’
Notícias ao Minuto

22:08 - 14/12/17 por Ricardo Santos Fernandes

Desporto Taça de Portugal

Resumo: Os dragões apuraram-se, esta quinta-feira, para os quartos de final da prova rainha do futebol português, após derrotarem o Vitória de Guimarães por 4-0. Os golos foram apontados por Aboubakar, de grande penalidade, Danilo e um bis de André André, já na segunda parte.

Injeção letal de Aboubakar e a má sorte de Danilo

FC Porto e Vitória de Guimarães entraram em campo num cenário desolador. A plateia do Dragão esteve longe dos números que nos habituou no campeonato.

Temperatura fria nas bancadas, a contrastar com o ambiente fervilhante dos primeiros minutos no relvado azul e branco. Hélder Ferreira colocou em aviso o recém-regressado Iker Casillas, mas foi na baliza contrária onde o susto deu lugar à festa.

Primeiro, um canto marcado no lado direito por Alex Telles, com Danilo a antecipar-se aos defesas vimaranenses e a atirar ao poste e, logo de seguida, grande penalidade para o FC Porto. Carlos Xistra marcou mão na bola num lance entre Aboubakar e Victor Garcia e foi o próprio camaronês, aos 12 minutos, a rematar rasteiro e forte para o centro da baliza de Miguel Silva.

Se Aboubakar foi letal, Danilo nem tanto assim. O internacional português, aos 25 minutos, levou novamente a ‘redondinha’ aos ferros da baliza, após ter recebido a bola na sequência de um ressalto. A formação de Pedro Martins não baixou os braços, mas a organização defensiva dos azuis, em consonância com um Casillas seguro e atento, evitaram calafrios maiores na plateia do Dragão.

Antes do intervalo, Aboubakar esteve à beira do bis: um cruzamento de Herrera para a área e o camaronês, em fora-de-jogo milimétrico, a disparar de primeira, à meia-volta.

Danilo calibrou a pontaria e André André serviu a sobremesa

As equipas reentraram para a segunda parte, depois de um intervalo com a duração de 20 minutos. As duas equipas tiveram tempo de recarregar as energias, mas foi o FC Porto a entrar ‘mandão’ na etapa complementar. Logo aos três minutos, Aboubakar cabeceou por cima do travessão da baliza de João Miguel Silva. Um alerta que se transformou em sarilhos para a baliza vitoriana, pouco tempo depois.

Depois de duas bolas aos ferros da baliza vitoriana, Danilo cabeceou sem hipóteses para o fundo da baliza, aos 58 minutos, na sequência de um canto cobrado por Alex Telles. Cinco minutos depois, novamente o internacional português em foco no Dragão, após disparar um ‘foguete’ para uma defesa vistosa do guardião vimaranense.

Uma ‘bomba’ que serviu apenas de entrada para o prato principal servido por André André. Nem três minutos em campo! Herrera desmarcou Aboubakar nas costas da defesa do Vitória, rematando o camaronês para uma bela intervenção de João Miguel Silva. Na recarga, com a baliza deserta, André André atirou para o fundo da baliza. O Dragão festejou, mas o médio português decidiu não o fazer diante da sua antiga equipa.

O cenário repetiu-se a papel químico aos 83 minutos, quando André André voltou a dar lustro à chuteira e ampliou o marcador para 4-0.

Até ao fim não houve mais alterações no marcador e o FC Porto consumou a passagem aos quartos de final da Taça de Portugal, ficando o Vitória de Guimarães pelo caminho.

Momento do jogo: Depois de atirar duas bolas ao poste da baliza de João Miguel Silva, Danilo conseguiu chegar ao golo, aos 58 minutos. O melhor homem em campo, frente ao Vitória, assumiu papel preponderante ao longo da partida e desfez qualquer dúvida relativamente ao vencedor do encontro.

Termina a partida no Dragão

90' Dois minutos de compensação.

83'GOOOOOOOOOOOOOLO DO FC PORTO! BISA ANDRÉ ANDRÉ!

68' Heldon atirou a bola ao poste! Remate do meio da rua, na direcção do ângulo. Casillas estava batido.

64' GOOOOOOOOOOOOOOLO DO FC PORTO: ANDRÉ ANDRÉ! Nem três minutos em campo! Herrera desmarca Aboubakar nas costas da defesa do Vitória, rematando o camaronês para uma bela intervenção de João Miguel Silva. Na recarga, com a baliza deserta, André André atira para o fundo da baliza.

58' GOOOOOOOOOOOOOOLO DO FC PORTO: DANILO PEREIRA! Canto cobrado por Alex Telles e o médio, depois de duas bolas ao poste, a aumentar o marcador no Dragão. 

54' Lance polémico no Dragão: Sturgeon caiu dentro da área do FC Porto. Jogadores do Vitória reclamam grande penalidade.

46' Recomeça a segunda parte: Não há alterações em nenhuma das equipas.

45' Intervalo no Dragão.

43' - Aboubakar à beira do bis! Cruzamento de Herrera para a área e o camaronês, em fora-de-jogo milimétrico, a disparar de primeira, à meia-volta. Bola por cima.

25' Outra vez bola no poste e outra vez Danilo. Um ressalto deixa a bola nos pés do médio português, já dentro da área, que remata colocado, mas ao poste!

12' GOOOOOOOOOOOOLO DO FC PORTO! Aboubakar não perdoa. Remate rasteiro e forte para o centro da baliza.

11' Grande penalidade para o FC Porto. Carlos Xistra marca mão na bola num lance entre Aboubakar e Victor Garcia.

5' Bola no poste! Canto marcado no lado direito por Alex Telles, com Danilo a antecipar-se aos defesas vimaranenses e a atirar ao poste.

2' Livre lateral a favor do Vitória: Casillas a afastar a bola com os punhos.

1' - Começa a partida entre FC Porto e Vitória de Guimarães.

Onze do FC Porto: Casillas; Ricardo Pereira, Diego Reyes, Marcano, Alex Telles; Corona, Danilo,Herrera e Maxi Pereira; Marega e Aboubakar;

Onze do Vitória de Guimarães: Miguel Silva, Victor Garcia, Jubal, Moreno, Konan; Rafael Miranda, Francisco Ramos, Rincon, Sturgeon e Hélder Ferreira; Tallo

-----------------------------------------------------------------------

FC Porto e Vitória de Guimarães defrontam-se, esta quinta-feira, para lutar pela sétima vaga para os quartos-de-final da Taça de Portugal.

Os dragões chegam a esta fase da prova depois de eliminarem o Lusitano de Évora (6-0) e o Portimonense (3-2), já a formação vimaranense para chegar aos ‘oitavos’ deixou para trás o Vasco da Gama (6-1) e o Feirense (2-1).

A formação de Sérgio Conceição entra para este encontro altamente motivado, após duas vitórias gordas frente ao Monaco (5-2), em que garantiu a qualificação para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, e uma outra ‘manita’ frente ao Vitória de Setúbal para o campeonato.

Apesar da eliminação europeia, a equipa de Pedro Martins chega ao Dragão com motivos para sorrir, fruto da sequência de quatro vitórias consecutivas para o campeonato. O duelo desta noite promete ser de ‘alta voltagem’ e nenhuma das equipas promete relaxar neste encontro a eliminar.

Apostar na melhor 'artilharia' com o objetivo do Jamor ao fundo do túnel

Os dois treinadores prometerem apostar na suas melhores ‘artilharias’, todavia há dúvidas que persistem, começando logo pela baliza dos azuis.

“Raramente digo a equipa. Digo aos jogadores, eles são os primeiros a saber. O Casillas está convocado e poderá jogar ou não”, revelou Sérgio Conceição, mas a interrogação prolonga-se igualmente a Diego Reyes. “Jogou no último jogo em Setúbal, vamos ver, tudo é uma questão de oportunidade” , acrescentou o treinador dos dragões.

No Vitória também existem algumas dúvidas relativamente ao onze a apresentar, sendo que Hurtado, Celis e Teixeira estão em dúvida para este encontro. As baixas preocupam qualquer treinador, sobretudo quando a próxima paragem do Vitória chama-se Estádio do Dragão. Mas, Pedro Martins não encolhe nem a espada nem o escudo e o Jamor é o ojetivo final.

“Temos de ser muito rigorosos para trazer do Dragão o apuramento. O FC Porto está bem, mas não lhe atribuo favoritismo. Temos as nossas armas, é importante manter uma boa organização e ter eficácia nas oportunidades que nos forem surgindo”, rematou o treinador vitoriano.

Olhando para os últimos 20 encontros realizados no Estádio do Dragão, a tarefa do Vitória aparenta ser, ainda, mais complicada, visto que desde 1998 o melhor que o Vitória conseguiu foi um nulo, na temporada 2004/2005.

O sétimo jogo dos oitavos de final da Taça de Portugal, entre FC Porto e Vitória SC, tem início marcado para as 20h15 e acompanhamento em direto em Desporto ao Minuto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.